Adorado pelos deuses e pelos homens o vinho é uma bebida difícil de ser definida, pois nos últimos anos tornou-se também fonte de nutrientes, de juventude e de prazer

Existem muitos estudos sobre os benefícios do vinho, principalmente o tinto. Sabemos que o seu alto teor de antioxidantes pode ajudar a proteger o cérebro dos danos causados pelos radicais livres, derrames e perda de memória. O vinho, se apreciado com moderação e incorporado ao dia-a-dia como um hábito, tem efeitos antiinflamatórios e tende a elevar o bom colesterol, protegendo os vasos sanguíneos.

Além disso, existem pesquisas que apontam que as pessoas que bebem vinho com freqüência, têm menos depressão do que as pessoas que não o consomem. Uma das questões observadas é que existe uma substância, a tiamina, que se transforma em serotonina, aquela que, quando diminuída no cérebro, causa a depressão.

Para aumentar sua função terapêutica, o vinho deve ser bebido durante as refeições. Outra particularidade é o fato das substâncias benéficas do vinho se manterem atuantes no organismo durante vinte e quatro horas.

É importante destacar também que suas principais características estão sempre presentes, independentemente de sua qualidade. Se produzido e fermentado adequadamente, não importa seu valor ou o local de procedência.

Sendo assim, entregue-se a este prazer com moderação e sem culpa, já que o vinho, comprovadamente, faz bem para o corpo, para a cabeça e para o coração!

Saúde!

CLIQUE AQUI !