Existem regiões do corpo que o implante de próteses de silicone pode fazer milagres

Muitas mulheres já experimentaram essa sensação colocando próteses nas mamas, glúteos ou panturrilhas. Para se ter uma idéia de como a procura pelo silicone tem conquistado mais adeptas, no ano passado, cerca de 40 mil mulheres brasileiras realizaram o sonho de ter os seios “turbinados” por próteses que variaram de 200 ml a 400 ml de silicone. Os dados também comprovam que as técnicas utilizadas hoje pelos especialistas evoluíram e trazem maior segurança e conforto à paciente que quer se submeter a esse tipo de cirurgia.

As técnicas e os tipos de implantes

Atualmente as partes do corpo que mais têm sido valorizadas pelo silicone são as mamas, os glúteos e as panturrilhas.

A prótese de mama pode ser colocada acima do músculo peitoral ou abaixo da fáscia do músculo ou ainda abaixo do músculo peitoral.A maneira por onde será implantada dependerá de diagnóstico médico.A posição do corte para a colocação do silicone também será avaliada dependendo de cada caso. A cisão poderá ser feita na auréola ou na dobra inferior do seio ou ainda nas axilas. A cicatriz, nesse último caso, fica embaixo do braço, na região dos pêlos e, no máximo, em seis meses desaparece. Mesmo assim, a paciente deverá ser avaliada por um médico para diagnosticar qual será o método mais adequado para o seu caso.

No que diz respeito ao “bumbum”, para ficar com aparência natural, a prótese é colocada abaixo do músculo glúteo. O corte é feito no final da coluna, onde se encontra o último osso, e fica escondido entre a dobra que divide as nádegas. Neste caso, usam-se próteses redondas ou de perfil anatômico, de acordo com o tipo físico do paciente.

Na panturrilha, conhecida também por “batata da perna”, os tamanhos das próteses são proporcionais ao comprimento da perna do paciente. O corte para a colocação da prótese é feito na parte posterior do joelho, bem em cima da dobrinha da perna. A prótese é colocada abaixo da fáscia do músculo, cuja função é proporcionar uma melhor sustentação no local.