Uma das plásticas mais requisitadas, a cirurgia de redução mamária representa hoje 25% das cirurgias realizadas na Master Health

A mulher brasileira desejada por nove entre dez homens é aquela que tem os seios fartos e bonitos. Seguindo essa lógica, a cirurgia plástica mais requisitada é a que coloca prótese de silicone nos seios, certo? Errado. Ao contrário do que a maioria das pessoas imagina, a cirurgia plástica mais realizada é a redução mamária, ou seja, a Mastoplastia Redutora.

Cerca de 25% das cirurgias realizadas na Master Health são de redução mamária. Segundo os médicos, as mulheres que procuram essa cirurgia não estão atrás apenas de seios bonitos, mas também de resolver problemas de coluna, flacidez e desconforto, entre outros fatores. Normalmente são as mulheres mais maduras, que já tiveram filhos e amamentaram, que procuram esse tipo de cirurgia para recuperar o formato original dos seios.
Um outro público é formado por adolescentes, entre 15 e 18 anos, que têm mamas gigantes (gigantomastia) e se sentem envergonhadas e desconfortáveis com o tamanho do busto. A cirurgia pode ser feita em vários casos: para levantar a mama, para reduzir o volume e levantar e apenas para reduzir o tamanho dos seios.
Entre as técnicas mais usadas, a mais comum é a chamada cirurgia do “T” invertido”. Esta técnica envolve um corte em volta da aréola, um corte no sulco mamário e outro que liga os dois – o que resulta em uma cicatriz no formato de um “T” invertido.
Outra técnica é a do formato em L, indicada para casos que não exigem uma grande redução do busto e, portanto, têm pequeno excesso de pele.
Os cortes são feitos em volta da aréola, na porção lateral do sulco mamário e na ligação entre os dois.
A terceira opção é a técnica “Periareolar”, que resulta em uma única cicatriz em torno da aréola. Ela é indicada apenas para os casos em que há uma ligeira queda da mama.A maioria das cirurgias é realizada com anestesia local e sedação.
A operação dura em média duas horas e o tempo de permanência na clínica é curto, muitas vezes, a paciente deixa o hospital no mesmo dia. Depois de dez dias, os pontos são retirados ou absorvidos pelo organismo.
O tempo de recuperação é de uma semana. Mas não é necessário repouso absoluto. A pessoa pode tomar banho sozinha e fazer atividades leves. Depois de dez dias pode voltar a dirigir. Já as atividades físicas como ginástica só estão liberadas depois de dois meses. Como você pode conferir, a cirurgia para redução mamária é simples e segura. Por conta disso, tornou-se tão solicitada. Afinal, se 25% das cirurgias que a Master Health realiza são de Mastoplastia Redutora, é porque o resultado é bastante satisfatório para essas mulheres.