Uso de brincos muito grandes e pesados e até traumas são as causas mais comuns

Os brincos são acessórios indispensáveis para a maioria das mulheres, e as mais vaidosas chegam a dizer que se sentem ‘nuas’ quando estão sem a peça. Por isso, um furo rasgado na orelha pode representar um grande desconforto.

Se com o passar do tempo o furo da orelha for aumentando, é bom rever certos hábitos. Utilizar brincos muito grandes e pesados com muita frequência faz com que o furo aumente e o risco de a orelha rasgar seja maior, principalmente se a pele da região já apresenta alguma flacidez. Então, se o brinco incomoda e você o sente todas as vezes que mexe a cabeça, é melhor esquecer a peça e optar por acessórios menores.

Rasgou, e agora?

A cirurgia plástica é a solução quando o estrago já está feito, seja com um furo que está muito grande ou, em casos mais graves, de uma total ruptura da pele do lóbulo. A cirurgia resseca a pele ao redor do furo, e assim ele é fechado. Nos casos mais graves, é necessário até mesmo retirar um pedaço de pele do lóbulo da orelha. Depois da cirurgia, é preciso aguardar cerca de quatro meses para voltar a furar a orelha, e é preciso evitar o uso de brincos pesados, pois o furo pode voltar a ficar largo.