Desde o dia 5 de novembro, a Lei n° 10.916/2018 definiu igualdade no pagamento de premiações para homens e mulheres, em eventos esportivos no Espírito Santo

O governador do Estado, Paulo Hartung, sancionou o projeto de lei que previa a equiparação em todas as competições locais, tanto para atletas como paratletas, e agora, oficialmente é Lei no Espírito Santo: igualdade em todas as competições, com apoio do Governo do Estado.

Durante a solenidade em que anunciou a novidade, com a presença de muitos atletas capixabas, Hartung destacou a importância desta decisão em qualquer tempo, mas principalmente no cenário atual.

Um dos interlocutores com as federações esportivas para viabilizar o projeto, Marcelo Coelho, secretário de Esportes e Lazer, afirmou que a nova legislação reforça o coro de que “estamos em um momento em que todos devem ser tratados em igualdade de condições. Então não deve ser diferente na hora de premiar e reconhecer a conquista”.

Motivação

A Lei foi motivada durante o anúncio da terceira etapa do Circuito Nacional de Bodyboarding, realizada em Vila Velha, no mês de agosto, quando a Confederação Brasileira da modalidade anunciou premiação de R$10 mil ao vencedor da categoria principal masculina e R$5 mil à ganhadora da categoria feminina.