Em geral, acredita-se que, para fazer uma cirurgia plástica basta estar com a saúde do corpo em dia. Dessa forma, bastaria fazer os exames pré-operatórios e, estando tudo ok, a pessoa pode se dirigir ao centro cirúrgico tranquilamente.

Infelizmente, não é bem assim que acontece. Assim como seu corpo, a sua mente também deve estar preparada para as mudanças que ocorrerão em seu corpo. Aliás, a saúde mental pode ser a peça fundamental para o sucesso da sua cirurgia.

Neste post, você descobrirá qual é a hora certa para fazer a sua cirurgia plástica. Acompanhe!

Preciso ter um preparo físico para fazer a cirurgia plástica?

Como todo procedimento que envolve anestesias e incisões, a cirurgia plástica pode oferecer riscos. Sendo assim, é necessário que a sua saúde esteja em dia e você em perfeitas condições para que a cirurgia seja realizada com segurança.

Exames

O cirurgião pedirá uma série de exames, que são indispensáveis para a cirurgia e usados para avaliar o estado da sua saúde. Alguns dos exames que são pedidos para cirurgia plástica são:

  • Exames de imagem da região que será operada e, muitas vezes, do pulmão também;
  • Análise sanguínea, que analisará: glicemia de jejum (para saber se você é diabético), coagulograma (para saber em quanto tempo seu sangue coagula após um corte — ou uma incisão, no caso de uma cirurgia), além de hemograma (para ver como está a saúde do seu sangue);
  • Exame de urina: identifica alguma infecção urinária;
  • Exame do coração (eletrocardiograma), para avaliar o risco cirúrgico, que vai de 1 a 4, onde 1 é pouco risco e 4 é muito risco.

 

Converse com seu cirurgião

Nas consultas que antecedem a cirurgia plástica, é extremamente importante que você converse com seu cirurgião sobre todas as suas dúvidas. Lembre-se também de informar todos os medicamentos que você toma diariamente e seu histórico médico.

Conversar com seu médico garante a sua tranquilidade antes de fazer o procedimento.

 

Seu psicológico está pronto?

Como dissemos no início, não é somente o físico que deve estar pronto para uma cirurgia, o psicológico é parte fundamental desse processo.

O seu emocional poderá fazer a diferença no pós-operatório e até mesmo no resultado do procedimento. Afinal, sua mente deve estar preparada para a mudança e para a fase, muitas vezes desconfortável e limitante, do pós-operatório.

É uma parte do seu corpo que muda, e, consequentemente, isso interferirá em como você olhará para si mesmo dali em diante.

 

Prepare seu psicológico

Quando a pessoa não está preparada psicologicamente seu organismo fica mais suscetível à dor e outros problemas, o que pode acabar prejudicando a sua recuperação e pós-operatório.

Caso você esteja com medo, é importante que converse com seu cirurgião e diga seus receios a ele. O médico pode esclarecer todas as suas dúvidas sobre o momento da operação e quanto à recuperação.

 

A cirurgia não resolverá seus problemas emocionais

Se você quer mudar algo no seu corpo para melhorar o seu emocional, é aconselhável que procure um psicólogo também. A autoestima pode até melhorar depois da cirurgia, mas outros problemas como insegurança nas relações ou altas expectativas não serão resolvidos com uma cirurgia plástica.

Assim, é preciso que você aceite as considerações que o cirurgião fizer e a realidade sobre seu corpo e seus limites. O médico não fará milagres e parte dos resultados e sua manutenção também é de sua responsabilidade.

Por tudo isso, achamos que ficou fácil entender que, antes de fazer a cirurgia, pergunte a si mesmo se, além do seu corpo, sua mente também está preparada. Se a resposta para ambas for sim, então é o momento certo para fazer uma cirurgia plástica.