Técnicas simples e seguras para acabar com ela

A cicatriz traz lembranças indesejáveis e pode abalara auto-estima de quem a carrega. Inimiga da vaidade, ela se forma cada vez que a pele sofre um dano e tem sua estrutura rompida. A epidermereage formando um tecido fibroso sem a estrutura cutânea original. Por isso, a área ferida fica diferente do resto da pele e vira foco deatenção.

Para disfarçar as marcas, no entanto, não é mais necessário esconder-seatrás das roupas. Com o avanço da tecnologia estética é possível recorrer a técnicas e tratamentos que podem amenizar essas indesejáveismarcas. Já existem diversos métodos cirúrgicos, estéticos e dermatológicos seguros para tornar os sinais imperceptíveis.

A grande novidade para maquiar a cicatriz vem dos consultórios de cirurgia plástica. Em vez de usar o tradicional fio de nylon para suturar a incisão, os médicos estão usando cola de fibrina, substânciaque acelera o fechamento dos vasos sangüíneos abertos pela cirurgia, melhorando a aderência da pele, dispensando o ponto cirúrgico e, assim, minimizando a cicatriz.

As cicatrizes podem se apresentar de três maneiras: atróficas (finas epregueadas), hipertróficas (elevadas e fibrosas) e do tipo quelóide. A aparência delas vai depender do modo como a pele reage a uma agressão,normalmente determinado por fatores étnicos. As peles claras, ao contrário das negras e orientais, cicatrizam mais rápido e têm menortendência à formação de quelóides.

Peelings químicos que esfoliam a pele com diversas versões de ácidos costumam amenizar em até 90% as cicatrizes deixadas pela acne, por exemplo. Além do peeling, há métodos como a dermoabrasão, o uso de laser, de preenchimentos e até enxertos.

Técnicas não faltam para amenizar as cicatrizes e as lembranças que elas trazem.Há quem escolha fazer tatuagem sobre a cicatriz. Cada pessoa escolhe o método mais adequado ao seu caso. O importante é procurar resolver oproblema para sentir-se mais bonita e, principalmente, com maisauto-estima.

Indicações para cada caso:

Acne – dermoabrasão e peeling químico

Ferimentos – preenchimentos com gordura, ácido hialurônico ou colágeno

Cortes cirúrgicos – ácido retinóico, clareadores, betaterapia, criocirurgia (congelamento da cicatriz, reduzindo o seu tamanho).

Queimaduras – Thermacool – aparelho que emite radiofreqüência, é usado em cicatrizes planas.