O desejo de mudança que sentimos quando chegam certas épocas do ano como o verão ou o próprio carnaval para que tenhamos o corpo desejado pode ser algo recorrente durante os anos. Mas se mesmo fazendo exercícios e dietas, não esteja satisfeita, você pode escolher fazer uma cirurgia estética.

Por ser uma época quente, as idas às praias e piscinas, além das poucas roupas que usamos e o tanto de pele que mostramos, pode ser um incomodo para algumas pessoas. Os procedimentos estéticos podem amenizar esse problema, caso você não consiga os resultados desejados mesmo fazendo regime e se exercitando ou quer uma saída mais rápida diante dessa situação. Devido a todos esses fatores, algumas cirurgias plásticas são mais comuns nessa época do ano.

Lipoescultura

Esse procedimento tem como objetivo remover gorduras localizadas e repor em outras partes do corpo. É a combinação da lipoaspiração (retirada de gordura) com a lipoenxertia (preenchimento com gordura). Geralmente, é retirada de áreas como abdômen, culote, braços e a parte de trás do joelho e enxertada nos glúteos, mamas, face e mãos. Por trabalhar com pequenas partes de gordura, esse tipo de operação não é recomendado para pessoas com obesidade (que buscam emagrecimento), uma vez que visa remodelar o corpo.

Veja também: Conheça a lipoescultura, a cirurgia para quem sonha com um cinturinha de pilão

Mamoplastia de aumento

Popular entre mulheres que tem os seios desproporcionais em relação ao resto do corpo ou simplesmente para quem não está satisfeita com o tamanho do busto, a mamoplastia de aumento consiste em inserir próteses nas mamas. Há duas formas de inserir os silicones, por baixo da glândula e por baixo do músculo. Na primeira, a prótese é colocada entre o músculo grande peitoral e o tecido mamário, sendo o pós-operatório mais tranqüilo, porém é necessário que a paciente tenha pele e gordura suficiente para cobrir os cantos da prótese, dando um aspecto de naturalidade. A segunda, o silicone é inserido atrás do músculo. O resultado tende a ser um pouco mais natural do que a outra técnica, devido à profundidade em que o silicone é inserido. Entretanto, o pós-operatório é mais doloroso durante os primeiros dias.

Veja também: Próteses de silicone: Posso colocar o volume que eu quiser?