Confira mais detalhes sobre cada prática, e como esse avanço na área da saúde aconteceu

Se você sempre teve interesse em ioga, meditação ou reiki saiba que agora o SUS poderá te ajudar a realizar esse desejo. O Ministério da Saúde publicou no Diário Oficial da União (DOU) uma portaria em que inclui essas atividades e outras 11 terapias alternativas no Sistema Único de Saúde (SUS), passando a compor a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares. A decisão do Ministério da Saúde segue uma orientação da Organização Mundial da Saúde sobre o incentivo e o fortalecimento dessas práticas complementares dentro dos sistemas nacionais de saúde.

Confira mais detalhes sobre cada prática:

Ioga

É uma filosofia com origem na Índia. Ela busca unir aspectos físicos, emocionais e espirituais com o objetivo de fazer com que seus praticantes atinjam um estado de harmonia e serenidade por meio de exercícios, técnicas de respiração, posturas e meditação, para trabalhar a parte física e mental do corpo.

Meditação

É uma prática que busca treinar a focalização da atenção do indivíduo. Isso com o intuito de familiarizar a mente, de maneira constante e profunda, com um objeto virtuoso. Ela cumpre diversas funções: superar problemas interiores, como aqueles criados pela raiva; controlar a mente e acarretar paz interior; e habilitar-nos a cultivar intenções virtuosas.

Reiki

É uma prática espiritual que se baseia na crença da existência da energia vital universal “Ki”. Essa energia é manipulável pela imposição de mãos. O seu praticante acredita poder canalizar a energia, irradiando-a pelas suas mãos até o receptor. Essa canalização é feita através da imposição das mãos na forma de duas conchas, podendo restaurar o equilíbrio natural entre seu corpo, mente e espírito.