A cirurgia de solução para orelhas de abano deve ser feita quando a pessoa se sentir incomodada

A famosa “orelha de Dumbo”, ou melhor, as orelhas de abano são deformidades congênitas, que normalmente incomodam e causam constrangimento. A cirurgia de correção otoplastia pode ser feita como solução para orelhas de abano, a partir dos primeiros meses de vida do bebê. Mas, o melhor é esperar a criança ficar incomodada com as orelhas e, para evitar a gozação dos colegas, realizar de pronto a cirurgia. O mais indicado é fazer a cirurgia na idade pré-escolar.

Se o incômodo persistir até a vida adulta, nada de se preocupar porque a cirurgia é ainda mais simples e pode ser feita com anestesia local no consultório do médico. No caso da operação na infância é necessário a anestesia geral leve e passar o dia no hospital.
Existem três tipos de deformidade, que juntas são consideradas como orelhas em abano. O paciente pode ter a parte interna da orelha (concha) muito grande ou ter ausência da dobra superior, ou ainda um ângulo muito aberto entre a cabeça e a orelha.
Há vários graus de incidências dessa deformidade e muitas vezes o paciente reúne os três tipos de problema. Nesses casos, a cirurgia é altamente recomendada. A recuperação envolve poucos cuidados e os resultados são sempre satisfatórios. No primeiro dia após a cirurgia o paciente tem que ficar com a cabeça toda enfaixada, apenas com o rosto livre.
Pós-operatório
No dia seguinte, já pode tirar todos os curativos, tomar banho e lavar a cabeça. O único cuidado é usar uma faixa, do tipo tenista ou bailarina, na hora de dormir para evitar que a orelha se dobre no contato com o travesseiro. Se você vive escondendo suas orelhas atrás dos cabelos, pare de se preocupar porque esse é um problema de fácil solução.
Saiba mais na entrevista Gisele, uma das integrantes do grupo Banana Split, que fez a correção nas orelhas em abano na Master Health.