Conheça os processos mais utilizados pelos cirurgiões plásticos quando o assunto e próteses de silicone e entenda cada um deles!

Pensou em dar aquela turbinada com o silicone, mas não sabe ao certo se coloca por baixo ou por cima do músculo? Tudo bem, essa decisão segue a mesma da escolha do formato e o volume das suas novas próteses, mas você sempre deve se atentar a técnica que irá utilizar.

Antes de realizar a sua cirurgia, é necessário pensar no plano mais adequado, que vai depender de diversos fatores para finalmente ter o resultado do silicone dos sonhos. E tudo isso, deve ser discutido com o seu cirurgião plástico, afinal, somente ele tem o conhecimento e a técnica necessária para indicar a melhor opção, analisando as seguintes características:

  • Espessura da pele
  • Tamanho (diâmetro) do tórax
  • Tamanho das mamas
  • Histórico de câncer de mama

 

Agora que você já sabe os fatores, entenda a diferença e como é o processo realizado para ter o silicone por cima ou por baixo dos músculos.

 

Silicone por cima do músculo

Conhecida como prótese de silicone subglandular (SG), é a técnica responsável pela colocação do implante abaixo das glândulas mamárias e por cima do músculo. Sendo uma das posições mais comuns, principalmente por quem deseja ficar com os seios bem marcados.

Já o pós-operatório do silicone subglandular, possui uma recuperação mais tranquila, e durante esse período a paciente poderá sentir apenas um incômodo dos pontos. Ou seja, a paciente tem uma recuperação mais tranquila.

Porém é preciso se atentar para alguns detalhes, como se a prótese de silicone for muito grande. Nesse caso, com o tempo, o peso dela pode gerar alguma flacidez de pele. Mas, nada que um acompanhamento médico no pós-operatório não te ajude a melhorar e evitar esses pequenos problemas.

 

Silicone por baixo do músculo

O silicone intramuscular, como é conhecida a prótese de silicone submuscular (SM) e retromuscular, é a técnica que o cirurgião plástico utiliza ao levantar o músculo peitoral para colocar o implante.

Esta posição é indicada para mulheres que têm a pele fina, pois assim elas não terão a intensa sensação de sentir a prótese. Além disso, o silicone submuscular é ideal para quem busca uma aparência mais discreta.

O pós-operatório do silicone submuscular é considerado uma das desvantagens, já que a primeira semana de recuperação pode ser um pouco mais dolorida. Nestes casos, o seu cirurgião plástico poderá te recomendar uma medicacao para aliviar o incômodo, seja sempre sincera e franca com ele.

 

E o resultado, muda alguma coisa?

Já sobre o resultado final, consultamos um especialista em cirurgias plásticas da Master Health, que nos explicou que ele varia muito de pessoa para pessoa, mesmo escolhendo o mesmo volume de silicone e o plano realizado. Essa variação acontece, pois há diversos fatores a serem levados em consideração. Por exemplo:

  • O tamanho final é a soma do volume de silicone a ser colocado mais a quantidade que você já possui de mama.
  • Varia conforme a presença prévia de algum grau de flacidez.
  • O formato de prótese varia conforme o diâmetro do tórax e a sua altura.

Agora que você já sabe a diferença dos planos e tem o desejo de dar aquela turbinada, pode apostar sem medo para se sentir atraente, linda e feliz ;)