Colocar o silicone por cima ou por baixo do músculo? Essa é a maior dúvida entre as mulheres que desejam aumentar os seios. Essa escolha vai depender do resultado que você espera e da indicação médica, afinal cada caso é um caso.

Como é a avaliação médica que determina a colocação do silicone por cima ou por baixo do músculo?

O cirurgião plástico deve analisar as características físicas, espessura da pele, o tamanho do tórax e das mamas. O histórico familiar de câncer de mama também vai influenciar na técnica que vai ser utilizada no implante do silicone.

Lembre-se de conversar com o médico sobre o resultado que você espera, pois cada técnica tem um resultado diferente. Somente após a avaliação o médico indicará o melhor procedimento.

Quais outros fatores devem ser considerados?

Quando as condições médicas forem verificadas, os fatores a seguir também são considerados:

  • O tamanho final é a soma do volume da prótese mais a quantidade que você já tem de mama;
  • O formato de prótese varia conforme o diâmetro do tórax e a sua altura;
  • A prótese e a técnica utilizada dependem do grau de flacidez (da quantidade de pele “disponível” para caber o silicone.

Qual a diferença de colocar silicone por cima ou por baixo do músculo?

Essa escolha vai influenciar no resultado esperado, na recuperação do pós-operatório e no toque dos seios. Então, vamos às diferenças?

Por cima do músculo

 

Por cima do músculo ou subglandular (abaixo da glândula) é a técnica mais utilizada. Nela, o silicone é colocado entre a glândula mamária e o músculo. Ou seja, o silicone é colocado em baixo da fáscia (capinha que cobre o músculo), garantindo maior cobertura da prótese.

Essa técnica funciona para maioria dos tipos físicos e causa menos incômodo no pós-operatório. Além disso, ela é ideal para aquelas pessoas que preferem os seios mais arredondados e um colo mais definido.

Por baixo do músculo

Por baixo do músculo ou submuscular é uma técnica pouco realizada, por deixar a mama aparentemente mais achatada e lateralizada. Essa técnica só é indicada em certos casos, como quando a mulher tem seios muito pequenos, ou seja, pouquíssima glândula mamária para colocar silicone embaixo.

Nesse procedimento a técnica mais utilizada é a Dual Plane onde a prótese é inserida metade em baixo do músculo e metade em baixo da glândula mamária, assim, garantindo um colo menos marcado e dando um formato mais natural.

Essa técnica pode causa inchaço e maior desconforto no pós operatório, além disso ela não é indicada para atletas, por diminuir a médio prazo a força do músculo peitoral maior.

Quais são as indicações das duas técnicas?

Por cima do músculo:

  • Para quem deseja um colo mais definido;
  • Quem possui maior quantidade de pele;
  • Um pós operatório mais tranquilo.

Por baixo do músculo:

  • Mamas muito juntas na linha média, sem separação entre elas (simastia);
  • Histórico familiar com câncer de mama;
  • Tórax muito pequeno;
  • Tamanho das mamas;
  • Irregularidade óssea;
  • Pele muito fina.

Alguns mitos sobre a colocação de silicone por cima ou por baixo do músculo

Por baixo do músculo é uma técnica usada apenas por quem já teve câncer de mamas.

Mito! Como vimos acima, essa técnica é indicada para quem é muito magra e possui pouca pele.

Qualquer mulher pode colocar próteses por cima do músculo.

Mito! Se a mulher não possuir pele suficiente para cobrir a prótese de silicone, deve ser utilizada a técnica submuscular.

Na gravidez haverá problema quanto à amamentação se a prótese fica em cima do músculo

Mito! Nenhuma das técnicas influenciam na glândula mamária, assim, não interferindo na amamentação.

Silicone acima do músculo deixa um aspecto artificial

Sim e não. É claro que o silicone por cima do músculo fica mais evidente. No entanto, tudo depende do tamanho, da qualidade e textura da prótese. Se bem escolhida, essas características do implante vão deixar o seio com um aspecto mais natural.

E então, conseguiu imaginar qual é a prótese de silicone ideal para você? Lembre-se que essa decisão deve ser tomada com um cirurgião plástico de confiança. Confie no seu médico, siga todas as recomendações e tire com ele todas as dúvidas sobre colocar silicone por cima ou por baixo do músculo.