Estudos realizados indicam que crianças interagem melhor quando a televisão ou o tablet são desligados sem aviso

A Universidade de Washington fez uma pesquisa com 28 famílias que tinham crianças entre um e cinco anos de idade, com o objetivo de avaliar os hábitos dos pequenos com a televisão e outras telas. Ao serem entrevistados os pais descreveram como foi a interação das crianças com os aparelhos durante duas semanas. Quanto tempo eles o utilizavam, se elas ficavam tristes ao serem pedidas para desligar, entre outras informações.

A conclusão foi que as crianças ficaram muito mais tristes, e com mais frequência, quando os pais avisavam que iam desligar os aparelhos de TV, do que quando eles eram desligados sem aviso prévio.

“Nós pensávamos que dar às crianças um aviso um pouco antes, para adequar as expectativas iria ajudar as coisas a correrem melhor. Mas isso, na verdade, deixou-as pior”, disse um dos autores da pesquisa, Alexis Hiniker, ao jornal americano “New York Times”.

O estudo também revelou que as crianças não ficavam tão tristes quando era colocado um tempo para a TV e outros eletrônicos na rotina deles. Se a tela fosse desligada sempre no mesmo horário as crianças não argumentavam.