Apesar de seu preparo e segurança, a cirurgia plástica, assim como todas as cirurgias, também requer cuidados e precauções.

A cirurgia plástica é o sonho de homens e mulheres que sentem-se insatisfeitos com seus traços faciais ou sua estética corporal, por isso, é muito procurada como uma rápida solução para eliminar seus incômodos. Apesar de ser a mais segura modalidade cirúrgica, a cirurgia plástica não é recomendada para todos e você deve realizar todos os exames solicitados para que não exista qualquer complicação durante a sua cirurgia.

Para diminuir as possibilidades de complicações durante uma cirurgia plástica, é importante checar e solucionar alguns fatores. Pacientes que tenham pressão alta, precisam controlá-la com medicamentos antes de pensar em realizar a cirurgia plástica. Já os pacientes que tenham algum problema da tireoide, ou qualquer outro problema relacionado à saúde, como a diabetes, infecções e doenças em geral, precisam controlar a doença e terem todos os exames normalizados.

Uma das maiores vantagens da cirurgia plástica diante aos outros procedimentos cirúrgicos é que ela não necessariamente precisa ser feita, ou seja, não é algo de urgência o qual você precise realizar a cirurgia mesmo com os fatores de risco presentes. Cirurgias relacionadas à saúde do paciente como a apendicite, o câncer e outras de urgência, precisam ser realizadas, mesmo sem os exames normalizados e a saúde instável.

Além disso, a cirurgia plástica pode esperar até a melhor data para que você tenha um pós-operatório tranquilo, essencial para uma recuperação simples, rápida e sem complicações. Uma outra característica da cirurgia plástica é que ela não interfere nos órgãos, apenas nos tecidos superficiais como a pele, a gordura e os músculos, assim, o risco de quaisquer lesões graves é muito raro.

Mas, afinal, quem NÃO pode realizar uma cirurgia plástica?

Fatores que são contraindicados para a realização de uma cirurgia plástica são:

  • problemas de coagulação
  • infecção de qualquer área do corpo
  • problemas graves no coração, pulmão, fígado ou outros órgãos nobres

Além destes, outro fator que impossibilita uma cirurgia plástica é a expectativa irreal do próprio paciente, ou seja, um resultado o qual a cirurgia plástica não pode oferecer, podendo causar uma frustração ao próprio paciente.

Lembrando que todas estas características devem ser avaliadas através de exames solicitados pelo seu cirurgião plástico. Ele indicará a você a melhor maneira de proceder com segurança na realização do seu sonho.