Colocar silicone é o desejo de muitas mulheres. Felizmente, a cirurgia é simples, segura e cada vez mais acessível, o que permite transformar esse sonho em realidade.

Porém, algumas mulheres não podem colocar silicone, ou pelo menos não conseguem fazer isso no momento em que manifestam esse desejo. Sabe quais são elas? Então, continue a leitura para descobrir que restrições são essas e se você faz parte desse grupo. Confira!

Restrições para colocar silicone

1. Adolescentes

Embora alguns médicos aceitem realizar a mamoplastia de aumento em adolescentes, essa permissão é concedida de maneira muito criteriosa. Afinal, é preciso ter certeza de que o amadurecimento das mamas já está completo, o que geralmente ocorre entre os 16 e 18 anos.

Além disso, é comum o cirurgião solicitar o parecer de outros profissionais, como um psicólogo, o médico pediatra ou ginecologista que acompanha a paciente e, em alguns casos, um mastologista. De qualquer forma, o consentimento dos pais também é indispensável.

2. Mulheres grávidas ou no período de amamentação

Além de não expor a grávida ao risco cirúrgico (mesmo que mínimo) e medicamentos, também é importante lembrar que os seios mudam durante a gestação e amamentação. Assim, ocorrem alterações no peso, no volume das mamas e pode até mesmo surgir um problema com a flacidez.

Portanto, colocar silicone nesse período é um tiro no escuro. Afinal, não se sabe qual será o resultado depois da gravidez e amamentação. O tamanho pode ficar inadequado e, se houver flacidez, o peso da prótese tende a agravá-la.

Por isso, os médicos pedem que as mulheres esperem pelo menos 6 meses após o final da amamentação para realizar a cirurgia. Dessa forma, os seios já desincharam e voltaram ao tamanho normal, permitindo a colocação de uma prótese de volume adequado para o corpo da paciente.

3. Pacientes com problemas de saúde

Problemas de saúde que aumentam o risco cirúrgico ou dificultam a cicatrização impedem a colocação imediata da prótese de silicone. Embora a restrição seja temporária em alguns casos, outros podem realmente contraindicar o procedimento.

No entanto, em muitos casos, basta adiar a cirurgia até que a situação esteja sob controle. Um exemplo é o das pacientes diabéticas. Quando o açúcar no sangue está alto, há uma dificuldade de cicatrização. Assim, primeiro é preciso realizar o tratamento para normalizar a glicemia.

Entre as doenças que causam essa restrição, podemos destacar as patologias imunodepressoras, hematológicas (do sangue), câncer ativo, lúpus eritematoso, artrite reumatoide, bem como as cardiovasculares.

Então, somente a partir da avaliação do cirurgião e dos exames pré-operatórios é que o médico define se é possível ou não realizar o procedimento. Muitas vezes, ele pode pedir o parecer de outro especialista, como o cardiologista.

4. Mulheres que desejam colocar silicone para eliminar a flacidez

A flacidez nos seios é causada pelo excesso de pele. Portanto, colocar silicone não resolve o problema. Ele pode até agravá-lo, já que a prótese será um peso a mais nessa região do corpo. Por isso, nesses casos a cirurgia recomendada é a mastopexia, ou lifting de mamas.

E você, faz parte do grupo de mulheres que não podem colocar silicone agora e precisam adiar temporariamente esse sonho ou está livre para aumentar os seios? Conta pra gente nos comentários!