Confira quais são os principais fatores que são considerados antes da realização da rinoplastia secundária

A rinoplastia é uma cirurgia plástica considerada por muitos como delicada. Ela altera justamente um ponto central de nossa face, que é o nariz. Para garantir que o seu resultado será satisfatório, é preciso ter muito critério na escolha do cirurgião plástico, que deve ter alto grau de experiência. Além disso, também será necessário seguir uma série de cuidados no pré e no pós-operatório para garantir uma boa cicatrização. Em alguns casos, no entanto, o resultado da plástica pode não agradar totalmente, e pode ser indicada a rinoplastia secundária.

Quando optar pelo rinoplastia secundária?

Segundo um estudo publicado no jornal científico JAMA Facial Plastic Surgery, as maiores causas de procura pela rinoplastia secundária são a insatisfação com a simetria da ponta nasal, obstruções nas narinas ou ainda por causa de um terço médio torto e irregularidades no terço superior do nariz. De acordo com o estudo, em torno de 5% a 15% dos pacientes que fazem uma rinoplastia procuram depois por uma revisão da cirurgia.

A importância de alinhar as expectativas

É claro que fatores clínicos e biológicos podem estar envolvidos. Mas os médicos ressaltam que também é muito importante o paciente ter uma relação de confiança com o cirurgião plástico e tirar todas as suas dúvidas antes de passar por um procedimento. Isso porque, muitas vezes, o resultado insatisfatório acontece devido à falta de um bom alinhamento das expectativas no pré-operatório. A dica aqui é: não tenha medo de perguntar. Tire todas as dúvidas, e até peça uma segunda opinião, se julgar necessário.