Você não tem que abrir mão das frituras, mas há maneiras mais saudáveis para consumir esses alimentos

Com a correria do dia a dia as escolhas saudáveis na alimentação nem sempre são as mais comuns, por isso recorremos às frituras. A longo prazo isso pode gerar problemas de saúde, alguns quilinhos a mais na balança e até doenças cardiovasculares pelo excesso de gordura. Mas, se deliciar, sem prejudicar a saúde é um sonho que está mais próximo do que você imagina: basta fazer as escolhas certas.

Na hora de fazer uma refeição saudável, os nutricionistas indicam que você evite os alimentos industrializados e opte por receitas caseiras. Mesmo que eles sejam frituras você pode seguir dicas para prepará-los da melhor forma. Confira:

Fique de olho na temperatura: quando o óleo fica por muito tempo acima de um determinado grau, acaba formando uma substância chamada acroleína que é cancerígena.

Não reutilize o óleo: apesar de ser uma prática comum, ela representa danos ao organismo, já que o óleo satura, propiciando a formação da acroleína. Depois de uma vez utilizado, coloque em um recipiente e encaminhe à reciclagem.

Use papel toalha: por absorver a gordura excedente, garante uma fritura mais sequinha e sem tantos danos à saúde.

Por último, mas não menos importante…

Tipo de óleo correto: para fritar alimentos, os óleos vegetais são os mais indicados. Os mais recomendados para frituras são: soja e girassol. O azeite, apesar de ser saudável, não deve ser utilizado com essa finalidade, pois quando exposto às altas temperaturas se transforma em gordura saturada, prejudicial à saúde.