Apesar de os seios terem conquistado as brasileiras nos últimos anos, o bumbum continua sendo uma unanimidade nacional. Por isso, a procura por prótese de glúteo aumenta a cada ano, fazendo com que as mulheres conquistem o corpo dos sonhos.

Mas você sabe como funciona essa cirurgia e, principalmente, como é o pós-operatório? Isso é o que vamos contar neste post! Então, continue a leitura e tire todas as suas dúvidas!

Como é feita a prótese de glúteo?

A cirurgia para colocar próteses nos glúteos — a gluteoplastia — é um procedimento muito simples. O médico faz uma incisão vertical na parte superior do sulco interglúteo, que é aquela área que divide os dois lados do bumbum. Dessa forma, ele consegue acessar o músculo glúteo.

Depois da incisão, o médico abre um espaço parecido com um bolso, que é onde a prótese será colocada. Essa abertura, chamada loja, pode ser feita abaixo do músculo glúteo maior, dentro dele ou em alguns casos, acima desse tecido.

O procedimento é muito parecido com a colocação de uma prótese mamária. Porém, ele é feito em outra região do corpo e com um implante de formato diferente. Ao final, o médico fecha os pontos e o paciente deixa o centro cirúrgico com seu bumbum instantaneamente volumoso.

Como é o pós-operatório da gluteoplastia?

Como você pode perceber, o procedimento é muito simples e feito com anestesia peridural ou geral. O paciente fica no centro cirúrgico por um período de cerca de 1 hora e, na maioria dos casos, a alta hospitalar acontece dentro de 24 horas.

Porém, a gluteoplastia exige uma série de cuidados no pós-operatório. Eles não são complexos, mas é preciso que o paciente esteja preparado para o período de recuperação. Seguir as orientações médicas à risca é fundamental para ter um bom resultado e, principalmente, evitar infecções.

Por isso, a partir desse ponto falaremos a respeito desses cuidados. Confira!

Higiene após a gluteoplastia

Uma das principais preocupações em relação ao pós-operatório da gluteoplastia é a higiene. A incisão é feita um pouco acima do ânus. Portanto, é uma área muito sujeita à presença de bactérias. Sem o cuidado adequado, elas podem chegar ao corte e provocar infecções.

Por isso, o paciente precisa ficar muito atento à higiene e seguir estritamente as orientações do médico. Ele deve usar os antissépticos e fazer os curativos de acordo com as instruções do cirurgião, reduzindo ao máximo o risco de contaminação da área operada.

Posições corporais e o cuidado com a prótese de glúteo

Outro ponto muito importante é a posição em que o paciente deve ficar após a gluteoplastia. Os tecidos naturais do corpo levam algum tempo até aderirem ao implante de silicone. Então, a movimentação inadequada pode causar o deslocamento da prótese.

É fundamental que, nos primeiros 15 dias, o paciente não se sente e nem deite em cima da prótese. Por isso, ele deve procurar ficar deitado de bruços ou em pé. Além disso, o movimento para se levantar e realizar outras atividades do dia precisa ser feito com cuidado.

Após o segundo dia, o paciente pode deitar de barriga para cima também. Porém, é preciso seguir as orientações médicas e posicionar travesseiros estrategicamente atrás das costas, coxas e joelhos. Assim, será possível não pressionar os glúteos e a prótese de silicone. Dormir de lado só é permitido depois de 30 dias.

Estímulo à circulação sanguínea

Depois da cirurgia, o paciente deve ficar em repouso. Mas isso não significa que ele precisa permanecer deitado o tempo inteiro. Caminhe dentro de casa e movimente as pernas e pés mesmo quando estiver na cama. Isso evitará problemas circulatórios, como trombose e embolia pulmonar.

Retorno às atividades diárias

Embora o paciente possa trabalhar depois de 15 ou 20 dias, é necessário esperar um período maior para realizar esforços. Mesmo atividades simples, como carregar uma mala e dirigir, devem ser evitadas no primeiro mês.

Já a academia precisa esperar um pouco mais. 60 dias é o prazo ideal para retomar os exercícios físicos. Portanto, vale a pena adiar um pouquinho mais o retorno para garantir um resultado incrível para sua cirurgia!

Uso da cinta modeladora

Assim como em muitas cirurgias plásticas, o paciente precisa usar uma malha compressiva após a gluteoplastia. Compre-a de acordo com as especificações fornecidas pelo médico e use-a até para dormir. Ela deve ser retirada apenas no momento do banho.

Drenagem linfática após a prótese de glúteo

No pós-operatório, o paciente deve realizar sessões de drenagem linfática. Elas ajudam a eliminar o inchaço e os hematomas, facilitando a cicatrização. O ideal é começar o tratamento no quinto dia após a cirurgia ou de acordo com a orientação do seu médico.

Proibição a injeções nos glúteos

O paciente que realiza a gluteoplastia precisa entender que nunca mais deverá tomar injeções no glúteo. Isso acontece porque a agulha pode furar a prótese, o que exigiria uma nova cirurgia para substituição. Porém, é possível usar medicamento injetável em outras partes do corpo, como o braço.

Possíveis desconfortos

Como em toda cirurgia, o paciente pode sentir algum desconforto. Inchaço e hematomas são naturais no pós-operatório, mas passam com o tempo. Além disso, nas primeiras semanas algumas pessoas sentem leves fisgadas ou pontadas. No entanto, geralmente elas não indicam nenhuma anormalidade. Na dúvida, contate seu médico.

Os médicos também prescrevem alguns medicamentos para esse período. É necessário tomar analgésicos para aliviar dores e desconfortos e também antibióticos, que evitarão as infecções.

Portanto, com um pouquinho de paciência e cuidado é possível ter um pós-operatório tranquilo após a cirurgia para colocar prótese de glúteo. E acredite: esse esforço valerá a pena na hora em que você se olhar no espelho e vir o bumbum volumoso, redondinho e empinado, como sempre sonhou!

Gostou do post? Então, nos encontramos novamente no próximo artigo. Até logo!

Apesar de os seios terem conquistado as brasileiras nos últimos anos, o bumbum continua sendo uma unanimidade nacional. Por isso, a procura por prótese de glúteo aumenta a cada ano, fazendo com que princialmente as mulheres conquistem o corpo dos sonhos.

Mas você sabe como funciona essa cirurgia e, principalmente, como é o pós-operatório? Isso é o que vamos contar neste post! Então, continue a leitura e tire todas as suas dúvidas!

Como é feita a prótese de glúteo?

A cirurgia para colocar próteses nos glúteos — a gluteoplastia — é um procedimento muito simples. O médico faz uma incisão vertical na parte superior do sulco interglúteo, que é aquela área que divide os dois lados do bumbum. Dessa forma, ele consegue acessar o músculo glúteo.

Depois da incisão, o médico abre um espaço parecido com um bolso, que é onde a prótese será colocada. Essa abertura, chamada loja, pode ser feita abaixo do músculo glúteo maior, dentro dele ou em alguns casos, acima desse tecido.

O procedimento é muito parecido com a colocação de uma prótese mamária. Porém, ele é feito em outra região do corpo e com um implante de formato diferente. Ao final, o médico fecha os pontos e o paciente deixa o centro cirúrgico com seu bumbum instantaneamente volumoso.

Como é o pós-operatório da gluteoplastia?

Como você pode perceber, o procedimento é muito simples e feito com anestesia peridural ou geral. O paciente fica no centro cirúrgico por um período de cerca de 1 hora e, na maioria dos casos, a alta hospitalar acontece dentro de 24 horas.

Porém, a gluteoplastia exige uma série de cuidados no pós-operatório. Eles não são complexos, mas é preciso que o paciente esteja preparado para o período de recuperação. Seguir as orientações médicas à risca é fundamental para ter um bom resultado e, principalmente, evitar infecções.

Por isso, a partir desse ponto falaremos a respeito desses cuidados. Confira!

Higiene após a gluteoplastia

Uma das principais preocupações em relação ao pós-operatório da gluteoplastia é a higiene. A incisão é feita um pouco acima do ânus. Portanto, é uma área muito sujeita à presença de bactérias. Sem o cuidado adequado, elas podem chegar ao corte e provocar infecções.

Por isso, o paciente precisa ficar muito atento à higiene e seguir estritamente as orientações do médico. Ele deve usar os antissépticos e fazer os curativos de acordo com as instruções do cirurgião, reduzindo ao máximo o risco de contaminação da área operada.

Posições corporais e o cuidado com a prótese de glúteo

Outro ponto muito importante é a posição em que o paciente deve ficar após a gluteoplastia. Os tecidos naturais do corpo levam algum tempo até aderirem ao implante de silicone. Então, a movimentação inadequada pode causar o deslocamento da prótese.

É fundamental que, nos primeiros 15 dias, o paciente não se sente e nem deite em cima da prótese. Por isso, ele deve procurar ficar deitado de bruços ou em pé. Além disso, o movimento para se levantar e realizar outras atividades do dia precisa ser feito com cuidado.

Após o segundo dia, o paciente pode deitar de barriga para cima também. Porém, é preciso seguir as orientações médicas e posicionar travesseiros estrategicamente atrás das costas, coxas e joelhos. Assim, será possível não pressionar os glúteos e a prótese de silicone. Dormir de lado só é permitido depois de 30 dias.

Estímulo à circulação sanguínea

Depois da cirurgia, o paciente deve ficar em repouso. Mas isso não significa que ele precisa permanecer deitado o tempo inteiro. Caminhe dentro de casa e movimente as pernas e pés mesmo quando estiver na cama. Isso evitará problemas circulatórios, como trombose e embolia pulmonar.

Retorno às atividades diárias

Embora o paciente possa trabalhar depois de 15 ou 20 dias, é necessário esperar um período maior para realizar esforços. Mesmo atividades simples, como carregar uma mala e dirigir, devem ser evitadas no primeiro mês.

Já a academia precisa esperar um pouco mais. 60 dias é o prazo ideal para retomar os exercícios físicos. Portanto, vale a pena adiar um pouquinho mais o retorno para garantir um resultado incrível para sua cirurgia!

Uso da cinta modeladora

Assim como em muitas cirurgias plásticas, o paciente precisa usar uma malha compressora apos a gluteoplastia. Compre-a de acordo com as especificações fornecidas pelo médico e use-a até para dormir. Ela deve ser retirada apenas no momento do banho.

Drenagem linfática após a prótese de glúteo

No pós-operatório, o paciente deve realizar sessões de drenagem linfática. Elas ajudam a eliminar o inchaço e os hematomas, facilitando a cicatrização. O ideal é começar o tratamento no quinto dia após a cirurgia ou de acordo com a orientação do seu médico.

Proibição a injeções nos glúteos

O paciente que realiza a gluteoplastia precisa entender que nunca mais deverá tomar injeções no glúteo. Isso acontece porque a agulha pode furar a prótese, o que exigiria uma nova cirurgia para substituição. Porém, é possível usar medicamento injetável em outras partes do corpo, como o braço.

Possíveis desconfortos

Como em toda cirurgia, o paciente pode sentir algum desconforto. Inchaço e hematomas são naturais no pós-operatório, mas passam com o tempo. Além disso, nas primeiras semanas algumas pessoas sentem leves fisgadas ou pontadas. No entanto, geralmente elas não indicam nenhuma anormalidade. Na dúvida, contate seu médico.

Os médicos também prescrevem alguns medicamentos para esse período. É necessário tomar analgésicos para aliviar dores e desconfortos e também antibióticos, que evitarão as infecções.

Portanto, com um pouquinho de paciência e cuidado é possível ter um pós-operatório tranquilo após a cirurgia para colocar prótese de glúteo. E acredite: esse esforço valerá a pena na hora em que você se olhar no espelho e vir o bumbum volumoso, redondinho e empinado, como sempre sonhou!

Gostou do post? Então, nos encontramos novamente no próximo artigo. Até logo!