Dormir com o pet na mesma cama é muito comum entre os amantes dos animaizinhos, mas existem alguns hábitos que podem prejudicar a qualidade do seu sono

Veja também: Check-up em animais de estimação: você sabe o que é?

Quem dorme com o pet sabe que algumas noites eles não passam bem a noite e acabam descendo e subindo na cama muitas vezes, o que, consequentemente, também lhe faz acordar. Além disso, você pode acordar diversas vezes por conta de roncos, latidos e por aí vai.

Um outro ponto importante é a higiene do seu pet. Apesar de darmos banhos constantemente e mantendo o pet limpo, é necessário lembrar que eles andam com as patinhas diretamente no chão, podendo ter andado na terra do jardim, no lixo do vizinho, estar com pulgas e carrapatos ou, ainda, ter mastigado um ovo podre o dia todo, situações que podem contribuir no transporte de germes direto para a sua cama.

As vezes quando dormimos parecemos parafusos rodando de um lado para o outro na cama e isso pode acabar machucando a si mesmo e ao pet. Por isso, dormir com o pet pode fazer com que, em um destes movimentos, o pet acabe sendo empurrado da cama ou saia machucado. O mesmo vale para o pet que, ao se mexer durante o sono, pode acabar arranhando ou machucando o dono.

Se o seu pet é um pouquinho rebelde, daqueles que mordem tudo o que veem pela frente, saiba que dormir com eles pode fazer com que eles confundam a hierarquia da família e piorem os problemas comportamentais do seu pet.

Mas, afinal, posso dormir com meu pet?

O importante é você entender que seu pet não será infeliz caso não possa dormir com você na sua cama, no entanto, ele ficará muito feliz em ter uma caminha super confortável para si. E, para aqueles que preferem dormir com os pets, lembrem-se de sempre mantê-los limpos e facilitar a subida deles à cama como, por exemplo, uma escadinha para os pets pequeninos que não conseguem subir sozinhos na cama.