Os procedimentos estéticos que fazem tanto sucesso em nosso país podem ser um risco, se não forem realizados por profissionais competentes.

A busca pelo rosto/corpo perfeito por meio de procedimentos estéticos colocou o Brasil no segundo lugar no ranking dos países que mais realizam cirurgias plásticas no mundo. Em 2016, foram realizadas 1,47 milhão de operações, sendo que dessas, 839 mil foram procedimentos estéticos. No entanto, a falta de qualificação de alguns profissionais pode colocar em risco o paciente que deseja realizar a cirurgia com finalidade estética.

Segundo uma pesquisa realizada pela Sociedade Espanhola de Cirurgia Plástica, Reparadora e Estética (SECPRE), somente 1 a cada 3 pacientes busca informações consistentes sobre as qualificações e formação do profissional que escolheram para realizar os procedimentos. No Brasil, a pesquisa por referências profissionais é feita pelo boca a boca. Segundo o Fisioterapeuta e Dermatologista Funcional, Naércio Neto, “os novos pacientes se informam sobre o médico através da opinião de alguém que já realizou o mesmo procedimento.”

Riscos de Procedimentos Estéticos com Não Profissionais

Os riscos de cirurgias feitas por profissionais não qualificados devidamente ou sem especialidade em procedimentos médicos vão além do comprometimento do resultado final. A realização de intervenções em locais que não tem estrutura médico-hospitalar ideal para o socorro em casos de complicações pode colocar em risco a vida do paciente.

Veja mais: Como saber se o seu cirurgião plástico é de confiança?

Para cada médico com formação em cirurgia plástica no Brasil, há o dobro de não-especialistas em exercício, segundo a estimativa da SBCP, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. A orientação da organização é que, antes de realizar qualquer procedimento, os pacientes sempre consultem a qualificação e formação do profissional no site da entidade (www.cirurgiaplastica.org.br).

Outro item importante a destacar é o acompanhamento pós-operatório. Procurar um profissional especializado na área pode evitar futuras complicações, como riscos de infecções, garantindo bons resultados.

Procedimentos Sem Bisturi    

A evolução dos procedimentos estéticos é cada vez mais inovadora. Já existe a possibilidade de corrigir ou alterar algo de seu corpo ou rosto sem necessariamente passar pelo temido bisturi. Procedimentos como a criolipólise fazem sucesso entre os pacientes pois não há a necessidade de um pós-operatório.