Ao se olhar no espelho você nota que rugas começam a despontar em seu rosto. Aqueles cremes super poderosos que você usa anos a fio parecem que não estão mais fazendo o efeito de retardar o aparecimento dessas marcas do tempo

No seu íntimo, você se pergunta se deveria entrar no bisturí?

Nos dias de hoje a cirurgia plástica pode corrigir esses sinais inevitáveis do envelhecimento da pele e melhorar em 100% a sua auto-estima. São técnicas como as que levantam as pálpebras, retiram o excesso da papada, modificam o formato do nariz, corrigem a flacidez da face. Enfim, tudo para promover o rejuvenecimento e deixar em dia o seu “cartão de visitas”, o seu rosto.

Reunimos alguns tipos de cirurgias que poderão ser a alternativa para resolver o seu problema.

Cirurgia das Pálpebras (Blefaroplastia)

Uma boa parte do ar “cansado” e do aspecto envelhecido deve-se ao excesso de pele e ao acúmulo de gordura em bolsas na região dos olhos. A cirurgia das pálpebras recompõe a anatomia dessa região, devolvendo uma expressão mais jovem a essas pessoas. É uma cirurgia simples, que pode ser realizada apenas nas pálpebras superiores, nas inferiores ou, como ocorre na maioria das vezes, em ambas. É retirado o excesso de pele, ressecada parte da gordura que se aloja em bolsas, logo abaixo da camada muscular, e feita a sutura com um fio bem fino. As cicatrizes ficam invisíveis depois de algum tempo.

Dermo-Sustentação

Indicada para corrigir a flacidez de pele da face e do pescoço. Em geral, é uma boa alternativa para pacientes com idades entre 40 e 60 anos, que não precisem ou que prefiram não fazer uma cirurgia maior. O objetivo é levantar as “bochechas” caídas, melhorando o contorno do queixo e atenuando os sulcos naso-labiais, além de elevar os cantos das sobrancelhas. Este resultado é obtido com a passagem de um fio de consistência elástica desde a região temporal, através de uma incisão feita acima da linha de implantação dos cabelos, até a região molar (bochecha). Neste local é feito apenas um pequeno orifício, que não precisa de pontos e que não deixa marcas. A incisão da região temporal também não deixa cicatrizes visíveis, já que os cabelos escondem o corte. Além da tração do fio, a retirada da elipse do couro cabeludo ajuda a esticar a pele e a levantar a parte lateral da sobrancelha.

Plástica de Face (Lifting/Minilifiting)

É a cirurgia plástica rejuvenecedora. Procura corrigir os efeitos do tempo sobre a face, que se apresentam como rugas e sulcos, decorrentes da queda natural da pele e da flacidez da musculatura própria da região. No Lifting, é feita uma incisão transversal no couro cabeludo, que desce para os dois lados, passa à frente das orelhas, e contorna por baixo delas, indo até a raiz dos cabelos. Com o descolamento da pele, em toda essa extensão, é possível “esticá-la”, desfazendo ou minimizando dobras e sulcos, levantando as sobrancelhas e bochechas, devolvendo ao rosto um aspecto mais jovial. No Mini-Lifting, as incisões laterais não sobem até o meio do couro cabeludo e, desta forma, não é feita a correção da testa, sendo este procedimento indicado para os pacientes que não apresentam rugas nesta região.