Saiba, na matéria, como prevenir e tratar as doloridas unhas encravadas

Só quem tem ou já teve uma unha encravada sabe a dor causada por ela. Infecção que normalmente aparece no dedão do pé, ela deixa um aspecto feio e uma sensação de desconforto muito grande. Qualquer sapato fica incômodo, andar passa a ser uma tarefa árdua e a vontade que dá é de arrancar a unha inteira para o sofrimento passar.

A unha encravada aparece por causa do corte errado das unhas, pela própria natureza espessa demais delas, pela má formação dos pés (os pés chatos têm mais tendência para formá-las) ou pelo uso de sapatos apertados (normalmente os de bico fino). Logo, para prevenir, apenas lixe as unhas e procure usar sapatos confortáveis, que não apertem os dedos.

Quase todos os casos de unha encravada podem ser solucionados com uma simples retirada da espícula, ou seja, do pedaço de unha que incomoda. A necessidade de cirurgia é muito rara e só para quadros avançados de infecção.

Ao notar que uma unha encravou, sua primeira atitude deve ser marcar um horário no dermatologista. Até ser atendida – é difícil conseguir um horário para o mesmo momento –, alivie a dor colocando um pedaço de algodão embebido em álcool no local. Para ajudar, também diminua o atrito, afastando da infecção a carne lateral da unha. Você pode fazer isso com o auxílio de um pedaço de esparadrapo.

No consultório será realizado o procedimento de retirada e o dermatologista indicará um cicatrizante e um bactericida para finalizar o tratamento. Depois disso, é necessário que você mantenha os hábitos de prevenção explicados lá no começo da matéria.

Cuide da saúde de seus pés

O fato de estarmos nas estações frias não é desculpa para descuidar deles. Lembre-se de que o inverno é curto no Brasil, logo você estará de sandálias de novo e vai querer fazer bonito. Depende só de você!