Dia 8 é o dia internacional da mulher, e pra comemorar, selecionamos 10 coisas que só quem é mulher entende

Mulherada, hoje é o nosso dia! A ideia de criar o Dia da Mulher surgiu no final do século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida. A data é uma celebração anual das lutas por direitos das mulheres trabalhadoras.  Para comemorar, selecionamos 10 coisas que só quem é mulher entende:

  1. Uma ida ao banheiro pode te render uma nova melhor amiga para segurar a porta para você (ou reclamar da demora da fila).
  2. Qualquer ser humano do sexo feminino pode pedir para “Dar uma olhadinha” que você sabe exatamente para onde olhar: “não vazou, amiga”.
  3. Você pode ter 4876 roupas, mas sempre vai ter um dia em que vai parecer que o total de peças presentes no guarda-roupa é igual a 0.
  4. Não existe aquele papo de “não existe alguém multitarefa”, somos capazes de falar ao telefone, nos maquiarmos e preparar um sanduíche facilmente ao mesmo tempo (não garantimos que alguma das coisas não tenha uma leve falha).
  5. Em algumas circunstâncias, quando a mulher fala não, muitas vezes é sim…e vice-versa! É só saber interpretar a situação.
  6. Comer chocolate e coisas gordurosas na TPM não engorda.
  7. Quando uma pessoa exige que demonstremos a nossa feminilidade (fechando as pernas, deixando de falar palavrão ou se vestindo melhor) quando não estamos à vontade, ela está correndo um sério risco de receber alguns hematomas.
  8. Andar na rua tem que ter um preparo: blusa na cintura, calça jeans e evitar ao máximo cruzar olhares. Ainda não entendemos como que ninguém ainda não tomou alguma providência. Afinal, não deveríamos ter que nos sujeitar a isso.
  9. Quando uma mulher não quer transar ela realmente não quer. E se for necessário ela vai ter dores de cabeça, mal-estar, gastrite e tudo o mais. Mas quando ela quiser… Corajoso é quem tente inventar alguma desculpa para ver.
  10. A mulher não mede esforços para conseguir o que quer. É só uma questão de tempo.