Saúde íntima é um assunto sério! Por isso, é fundamental desmistificá-lo e tratar de temas importantes para o bem-estar e prazer feminino. Então, neste post, vamos falar sobre estreitamento do canal vaginal. Você já ouviu sobre esse procedimento?

Se você tem dúvidas sobre as indicações e benefícios dessa cirurgia, não perca este artigo! Você vai descobrir que o prazer sexual é extremamente importante, mas que os benefícios desse procedimento são ainda maiores. Confira!

O que é o estreitamento do canal vaginal?

A vaginoplastia ou perineoplastia é a cirurgia plástica realizada para estreitar o canal vaginal. Ela corrige a flacidez nessa região, que pode acontecer devido a várias situações: partos sucessivos ou problemáticos, queda na produção de estrogênio, avanço da idade e perda do tônus (firmeza) dos músculos do períneo.

Para quem é indicada a vaginoplastia?

Essa cirurgia é indicada para uma série de problemas. Um deles, e que envolve diretamente o bem-estar feminino, é o prolapso uterino ou “bexiga caída”. Quando a mulher apresenta essa condição, ela pode ter perdas frequentes e involuntárias de urina, especialmente quando faz esforço.

A perda frequente de urina causa uma série de desconfortos. Se chegar a um estado grave, a mulher pode precisar usar fraldas para não passar por constrangimentos públicos, o que prejudica sua autonomia e segurança. Portanto, a solução desse problema é muito importante para manter a qualidade de vida.

Entre os problemas que levam à indicação da vaginoplastia, podemos destacar:

  • cistocele, uma condição conhecida como bexiga caída;
  • uterocele, que é o útero baixo ou caído;
  • retocele, uma condição em que uma parte do intestino sofre uma queda através do canal vaginal;
  • afundamento de cicatriz de episiotomia, que é uma alteração no corte realizado na vagina no momento do parto.

Além disso, o estreitamento do canal é indicado para recuperar o prazer sexual. A flacidez vaginal faz com que muitas mulheres percam a sensibilidade dessa região. Consequentemente, não obtêm a satisfação esperada durante o sexo.

Assim, a cirurgia reduz a largura da entrada da vagina, deixando-a apertadinha e proporcionando condições para aumentar o prazer durante o ato sexual. Portanto, ela beneficia tanto a mulher quanto seu parceiro.

Como é feita a cirurgia de estreitamento do canal vaginal?

A perineoplastia acontece em ambiente hospitalar. A cirurgia tem curta duração (entre 1 e 2 horas) e o médico geralmente utiliza apenas anestesia local e sedação. Para realizar o procedimento, o cirurgião precisa abrir a mucosa vaginal. A seguir, ele faz pequenas suturas para aproximar os músculos pélvicos, estreitando o canal.

Em alguns casos, o médico pode optar por colocar telas para melhorar a sustentação à bexiga e intestino. Dessa forma, uma nova queda desses órgãos se torna muito menos provável. Alguns médicos também combinam o procedimento cirúrgico com aplicações de laser. Portanto, além de estreitar a entrada da vagina por meio da cirurgia, eles estimulam a produção de colágeno.

Com o estímulo do laser, ocorre um aumento da vascularização local. Conforme os tecidos melhoram sua sustentação e firmeza, ocorre um estreitamento do canal vaginal.

Como resultado, a fricção entre o pênis e o canal vaginal aumenta. Assim, a relação sexual se torna ainda mais prazerosa para ambos os parceiros, o que contribui para melhorar sua qualidade de vida como um todo.

Como é o pós-operatório da perineoplastia?

O pós-operatório da perineoplastia é rápido. Geralmente, a paciente tem alta em 24 horas. Seguindo as orientações do médico, sua recuperação será tranquila e o resultado, excelente! Veja as principais recomendações:

  • O repouso é muito importante. Durante a recuperação, é fundamental evitar esforços e não levantar pesos. Então, mesmo as atividades físicas leves devem ser evitadas por cerca de 2 semanas.
  • As relações sexuais também devem ser suspensas por um mês. Após esse período, de acordo com a liberação médica, a paciente pode retomar sua vida sexual e aproveitar muito bem o fato de sentir ainda mais prazer.

Como você pode ver, a cirurgia íntima tem um impacto significativo na qualidade de vida da mulher. Afinal, ela corrige problemas que muitas de nós apresentamos com o passar do tempo e permitem viver com muito mais autonomia e prazer.

Entendeu qual é a importância da cirurgia para estreitamento do canal vaginal? Então, não guarde essa informação só para você! Compartilhe o link com suas amigas para que elas também saibam que existe alternativa para solucionar os problemas íntimos femininos!

Saúde íntima é um assunto sério! Por isso, é fundamental desmistificá-lo e tratar de temas importantes para o bem-estar e prazer feminino. Então, neste post, vamos falar sobre estreitamento do canal vaginal. Você já ouviu sobre esse procedimento?

Se você tem dúvidas sobre as indicações e benefícios dessa cirurgia, não perca este artigo! Você vai descobrir que o prazer sexual é extremamente importante, mas que os benefícios desse procedimento são ainda maiores. Confira!

O que é o estreitamento do canal vaginal?

A vaginoplastia ou perineoplastia é a cirurgia plástica realizada para estreitar o canal vaginal. Ela corrige a flacidez nessa região, que pode acontecer devido a várias situações: partos sucessivos ou problemáticos, queda na produção de estrogênio, avanço da idade e perda do tônus (firmeza) dos músculos do períneo.

Para quem é indicada a vaginoplastia?

Essa cirurgia é indicada para uma série de problemas. Um deles, e que envolve diretamente o bem-estar feminino, é o prolapso uterino ou “bexiga caída”. Quando a mulher apresenta essa condição, ela pode ter perdas frequentes e involuntárias de urina, especialmente quando faz esforço.

A perda frequente de urina causa uma série de desconfortos. Se chegar a um estado grave, a mulher pode precisar usar fraldas para não passar por constrangimentos públicos, o que prejudica sua autonomia e segurança. Portanto, a solução desse problema é muito importante para manter a qualidade de vida.

Entre os problemas que levam à indicação da vaginoplastia, podemos destacar:

  • cistocele, uma condição conhecida como bexiga caída;
  • uterocele, que é o útero baixo ou caído;
  • retocele, uma condição em que uma parte do intestino sofre uma queda através do canal vaginal;
  • afundamento de cicatriz de episiotomia, que é uma alteração no corte realizado na vagina no momento do parto.

Além disso, o estreitamento do canal é indicado para recuperar o prazer sexual. A flacidez vaginal faz com que muitas mulheres percam a sensibilidade dessa região. Consequentemente, não obtêm a satisfação esperada durante o sexo.

Assim, a cirurgia reduz a largura da entrada da vagina, deixando-a apertadinha e proporcionando condições para aumentar o prazer durante o ato sexual. Portanto, ela beneficia tanto a mulher quanto seu parceiro.

Como é feita a cirurgia de estreitamento do canal vaginal?

A perineoplastia acontece em ambiente hospitalar. A cirurgia tem curta duração (entre 1 e 2 horas) e o médico geralmente utiliza apenas anestesia local e sedação. Para realizar o procedimento, o cirurgião precisa abrir a mucosa vaginal. A seguir, ele faz pequenas suturas para aproximar os músculos pélvicos, estreitando o canal.

Em alguns casos, o médico pode optar por colocar telas para melhora a sustentação à bexiga e intestino. Dessa forma, uma nova queda desses órgãos se torna muito menos provável. Alguns médicos também combinam o procedimento cirúrgico com aplicações de laser. Portanto, além de estreitar a entrada da vagina por meio da cirurgia, eles estimulam a produção de colágeno.

Com o estímulo do laser, ocorre um aumento da vascularização local. Conforme os tecidos melhoram sua sustentação e firmeza, ocorre um estreitamento do canal vaginal.

Como resultado, a fricção entre o pênis e o canal vaginal aumenta. Assim, a relação sexual se torna ainda mais prazerosa para ambos os parceiros, o que contribui para melhorar sua qualidade de vida como um todo.

Como é o pós-operatório da perineoplastia?

O pós-operatório da perineoplastia é rápido. Geralmente, a paciente tem alta em 24 horas. Seguindo as orientações do médico, sua recuperação será tranquila e o resultado, excelente! Veja as principais recomendações:

  • O repouso é muito importante. Durante a recuperação, é fundamental evitar esforços e não levantar pesos. Então, mesmo as atividades físicas leves devem ser evitadas por cerca de 2 semanas.
  • As relações sexuais também devem ser suspensas por um mês. Após esse período, de acordo com a liberação médica, a paciente pode retomar sua vida sexual e aproveitar muito bem o fato de sentir ainda mais prazer.

Como você pode ver, a cirurgia íntima tem um impacto significativo na qualidade de vida da mulher. Afinal, ela corrige problemas que muitas de nós apresentamos com o passar do tempo e permitem viver com muito mais autonomia e prazer.

Entendeu qual é a importância da cirurgia para estreitamento do canal vaginal? Então, não guarde essa informação só para você! Compartilhe o link com suas amigas para que elas também saibam que existe alternativa para solucionar os problemas íntimos femininos!