Elas aprovaram a iniciativa da Master Health de democratizar o acesso à cirurgia plástica

A atriz Elen Pinheiro, que hoje pode ser admirada nos programas “A Praça é Nossa”, “Domingo Legal” e “Sabadão” fez uma visita a Master Health e se encantou com o ambiente seguro. “A simpatia de todos, a limpeza, a tecnologia avançada, tudo isso me passou muita segurança. Essencial, quando o assunto é cirurgia plástica”, alegra-se.

Elen, que já fez prótese de mama e hoje, sempre que pode, dá uma valorizada no colo, deu todo o apoio para a iniciativa da Master Health de facilitar o pagamento e proporcionar um maior acesso à cirurgia plástica. “Eu acho super interessante. Facilitou muito para mulheres que não tinham condições e tinham necessidade de fazer uma plástica.”, comenta. E ainda faz questão de mandar um recado a todas as mulheres “Quem não se sente feliz com o corpo deve se cuidar.
Muitas mulheres reclamam de falta de auto-estima e esquecem de reservar pelo menos uma hora do dia para cuidar da pele ou do cabelo.” E a mulher que não está totalmente satisfeita com o corpo “não tem mais desculpa, já pode fazer um plano facilitado e fazer uma cirurgia.”Tatiane Biscesto, 20 anos, mais conhecida como a Ninjja do Funk e capa de novembro da revista Sexy aparece com uma novidade: sem a máscara de sua personagem. Todos aprovaram, afinal qual o motivo de esconder um rosto tão marcante e bonito.
Ela também visitou a Master Health e elogiou a “boa estrutura” da empresa. Também apoiou os planos de pagamento oferecidos para facilitar a realização de uma plástica e fez um alerta: “Tem que tomar cuidado com o que oferecem por aí. A
pessoa tem que conhecer o lugar, as pessoas e os profissionais antes de se aventurar na mão de qualquer pessoa para realizar uma cirurgia. Aqui comprovei que tem tudo isso.”Tatiane já fez duas cirurgias plásticas, prótese de mama e lipoaspiração, e hoje se sente muito satisfeita com os resultados. “A mulher tem que se cuidar e ser muito vaidosa. S
e não tiver vaidade perde uma coisa essencial, a feminilidade”, conclui.