Falar sobre sexo é muito importante, ainda mais quando o assunto são as dores durante o sexo, pois isso pode ser um alerta para algum problema mais sério de saúde. Fique atento e sempre busque orientação médica

Sentir dor durante a relação sexual não é algo muito normal e por isso, deve ser sempre investigado. O primeiro passo é procurar um ginecologista que possa avaliar a situação e solicitar os exames necessários, como ultrassom, exame de urina e Papanicolau, preventivo de câncer de colo de útero, ou qualquer outro que o médico julgue necessário.

Podem existem duas situações mais comuns em relação a sentir dores durante o sexo: a primeira é a mulher que não costuma sentir dor e, repente, começa a sentir. A segunda é aquela mulher que sempre sentiu, inclusive desde as primeiras relações.

No primeiro caso, há uma grande possibilidade de ser algum tipo de doença inflamatória da pelve, ou doença inflamatória pélvica, que pode vir acompanhada de febre, calafrios e secreção vaginal e, portanto, ocasiona a dor.

Já a mulher que costuma ter dor na relação por um longo período pode estar com outros problemas. Em geral, os motivos incluem vaginismo, endometriose ou dor miofascial.

Sempre busque um especialista

Buscar um médico é o ideal para descobrir o real motivo da dor, afinal, podem existir muitos fatores que causam essa dorzinha chata na mulher.

O câncer de colo de útero também causa dor durante as relações sexuais, mas, esse sintoma é uma manifestação tardia, só aparece depois de outros sinais, como o sangramento.

Além disso, algumas mulheres que passam pelo período da menopausa ou do climatério também sentem dor durante a relação por causa do ressecamento vaginal. Isso acontece devido a alterações hormonais, principalmente queda na produção de estrogênio.

Entre os tratamentos possíveis estão a reposição hormonal e a aplicação de cremes vaginais feitos à base de hormônios, mas essas possibilidades devem ser discutidas com o médico – o ginecologista avalia cada caso.

Em qualquer caso de dor, o ideal é buscar um médico especialista e fazer todos os exames necessários para tratar e resolver o problema.