O documento foi assinado durante o Encontro Mundial pela Segurança em Cirurgia Plástica

Em maio aconteceu em Cancun, no México, o Encontro Mundial pela Segurança em Cirurgia Plástica. E o encontro teve o Brasil entre os seus participantes. Durante ele foi assinada uma declaração de compromisso para implementar um número ainda maior de medidas de segurança na especialidade. Assinaram o documento os países membros da Federação Íbero Latino-Americana de Cirurgia Plástica (FILACP), da qual o Brasil é um membro.

Essa declaração de compromisso é o pontapé inicial para implementar mais diretrizes de segurança na área de cirurgia plástica. O próximo passo agora será a efetiva elaboração de um documento que vai discorrer sobre todos os critérios de segurança em cirurgia plástica. A previsão é de que esse documento seja assinado em outubro, no Panamá, sede da FILACP.

O que muda?

Na avaliação da comunidade médica, os pacientes vão ter cada vez mais segurança na hora de realizar os seus procedimentos. Com o documento que está sendo redigido, os especialistas estão definindo ações inéditas e históricas, a fim de aprimorar as técnicas das cirurgias. O foco do documento também é salvar vidas, coibindo a ação de médicos que não tenham a devida qualificação para realizar cirurgias plásticas.

Como escolher um bom médico

Sempre pesquise muito e tenha referências sobre o seu médico. Ele precisa ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), o que garante a sua qualificação. Para ser membro da SBCP o médico passa por avaliações rigorosas para comprovar o seu conhecimento na especialidade.