Quando alguma coisa não funciona bem entre quatro paredes, não é preciso entrar em pânico

Existem vários motivos para que uma disfunção sexual aconteça. Entre eles estão problemas orgânicos, psicológicos ou um mix dos dois.

A boa notícia é que na maior parte dos casos é possível reverter o quadro com tratamentos terapêuticos. Confira os principais empecilhos a dois, segundo Marcio Ruiz Schiavo, doutor em sexualidade e autor do Manual de Orientação Sexual, e ao menor sinal deles procure ajuda especializada:

Inibição do desejo

Nada mais é do que a falta de interesse e de vontade de manter relações sexuais com seu parceiro.

Ejaculação precoce

Ocorre quando o homem não percebe o crescimento da excitação sexual e não consegue controlar o momento da ejaculação, podendo ejacular antes da penetração ou logo nos primeiros momentos.

Ejaculação retardada

O contrário da anterior, o homem sente vontade de ejacular, mas não consegue, apesar de estar extremamente excitado.

Disfunção erétil

São falhas no mecanismo de reflexo vascular, que deveria encher o pênis de sangue, propiciando a ereção.

Anorgasmia

É a dificuldade para chegar ao orgasmo. Pode estar relacionada a problemas psicológicos.

Vaginismo

São contrações involuntárias da musculatura que envolve o canal vaginal, impedindo a penetração. Pode ser ocasionado pelo medo da penetração ou de sentir dor durante o ato.

Dispareunia

Sensação de dor durante a relação sexual.

CLIQUE AQUI !