Conquistar o abdome perfeito é o desejo de muitas pessoas. Pudera, os ganhos obtidos com uma silhueta afinada e livre de gorduras são muitos e vão além da aparência, pois ganha-se em saúde também. Para alcançar esses objetivos muitas pessoas desejam fazer lipoaspiração e abdominoplastia. Mas você sabe a diferença de abdominoplastia e lipoaspiração? Continue lendo e descubra.

Qual é a diferença de abdominoplastia e lipoaspiração?

Resumidamente falando, a abdominoplastia são procedimentos completamente diferentes, embora complementares em muitos casos. Enquanto a lipoaspiração elimina a gordura localizada, a abdominoplastia remove as sobras de pele abdominal. Entenda melhor cada uma delas!

O que é lipoaspiração?

É a técnica cirúrgica que visa remover a gordura localizada em várias áreas do corpo, como abdômen, coxas, culotes, quadril, papada e braços. O procedimento é indicado para eliminar os excessos de gordura difíceis de sair mesmo com dietas e exercícios físicos.

Ela é indicada, também, para quem passou por uma gravidez, possui predisposição genética para acumular gordura localizada e para que sofreu com o famoso efeito sanfona.

O procedimento pode ser realizado sob anestesia geral, peridural ou, ainda, local assistida com sedação, a depender da região a ser tratada e das características do paciente. O tempo de recuperação após o procedimento é de cerca de dez dias.

Quais são os benefícios da lipoaspiração?

Esteticamente, ganha-se em beleza e em confiança, sem contar que as roupas sempre caem bem. Na saúde, os ganhos são a diminuição de problemas com o metabolismo de gordura do organismo e melhora da autoestima — fator que têm a ver com saúde mental.

O que é abdominoplastia?

É a cirurgia plástica de abdome feita para eliminar o excesso de pele e flacidez — causados por grande perda de peso ou lipoaspiração de área extensa abdominal —. Ela ainda suaviza o formato dos quadris, sempre respeitando a proporção natural corporal.

Outra diferença de abdominoplastia e lipoaspiração é com relação ao peso ideal para passar pelas técnicas. Se a lipoaspiração vai ajudar na eliminação do peso que não foi perdido com dieta e exercício, na abdominoplastia o peso deve estar estável (portanto, condizente com o desejo do paciente). Isso porque, sem as oscilações percebidas na balança as mudanças bruscas de peso serão menos comuns.

As pessoas que pretendem se submeter à técnica ainda devem manter uma rotina de atividades físicas e seguir uma alimentação correta, se possível, com acompanhamento de um nutricionista.

Outra indicação da abdominoplastia é para mulheres que passaram por uma gravidez e ganharam sobras de pele na barriga. Neste caso, é recomendado que a mulher se submeta a essa intervenção após a mulher gerar todos os filhos que pretende, visando a preservação do resultado.

Quais são os benefícios da abdominoplastia?

O resultado da abdominoplastia é uma silhueta remodelada e em harmonia com o restante do corpo. Os benefícios na saúde são principalmente com relação à autoestima e muito maior sensação de segurança e bem-estar — ao usar um biquíni, por exemplo.

E como mencionado anteriormente, os benefícios também são sentidos por quem teve filhos e consegue recuperar a silhueta perfeita antes da maternidade.

Quais são os tipos de abdominoplastia?

Abdominoplastia clássica

A versão clássica do procedimento é também chamada de dermolipectomia, ou apenas abdominoplastia. Trata-se da técnica cirúrgica de remoção do excesso de pele da região abdominal e eliminação da flacidez muscular.

Ela pode ser feita tanto na porção inferior (o mais comum), quanto na porção superior do abdome. A recuperação ocorre em aproximadamente um mês ou um pouco mais.

Abdominoplastia extensa

Como o próprio nome já diz, a abdominoplastia extensa, também chamada de abdominoplastia em âncora, remove uma área maior de pele. Assim, além da remoção das sobras na parte inferior e/ou superior da barriga, são removidos também os excessos gordurosos nas laterais da barriga.

O resultado é um abdome com aspecto ainda mais equilibrado. O tempo de recuperação demora é de cerca de um mês ou mais.

Mini abdominoplastia

Mais uma vez, o procedimento é o mesmo, mas em uma versão reduzida. Em geral, é indicada para quem apresenta flacidez em uma área pequena e sem muitas sobras de pele.

Ela é realizada somente na porção inferior da barriga e é indicada a pacientes (mulheres e homens) que estão na faixa ideal de peso e não apresentam sobras de pele. A recuperação ocorre após cerca de quinze dias.

É feita uma incisão rente à linha dos pelos pubianos e o médico cirurgião plástico descola a pele do local, reposiciona os músculos e remove o pequeno excesso de pele. A cirurgia dura cerca de três a quatro horas e a anestesia é local ou peridural, com sedação.

Lipoabdominoplastia

Neste caso usem-se duas técnicas, a lipoaspiração (que a primeira a ser realizada) e a abdominoplastia, que remove as sobras de pele deixadas pela lipoaspiração. Essa forma completa elimina ao mesmo tempo, a gordura da região, a flacidez e a pele em excesso, remodelando completamente a silhueta. O tempo de recuperação é o mesmo da abdominoplastia clássica, um mês. aproximadamente.

Qual época do ano é mais recomendada para fazer abdominoplastia?

Aqui está mais uma diferença de abdominoplastia e lipoaspiração. Enquanto na remoção de gordura essa preocupação não é tão frequentemente observada, na abdominoplastia há uma dúvida em relação à melhor época do ano para que ela seja realizada.

Muitos acreditam que deve-se realizar o procedimento nos meses mais frios do ano, mas isso é um mito. Ela pode ser feita em qualquer estação do ano.

No entanto, muitas pessoas preferem realizar a cirurgia de abdominoplastia no inverno  por coincidir com as férias escolares e porque, em temperaturas frias, o inchaço da região submetida ao procedimento costuma ser menor.

Quando unir os dois procedimentos – abdominoplastia e lipoaspiração?

É cada vez mais usual fazer a lipoaspiração seguida de abdominoplastia. E um exemplo muito comum que explica o motivo, é uma pessoa reduzir um grande volume de gordura abdominal através da lipoaspiração.

O resultado pode ser uma sobra de pele na região, sendo indicado que a pessoa também se submeta à abdominoplastia. A união das duas técnicas é chamada lipoabdominoplastia. Este item apontou bem a diferença de abdominoplastia e lipoaspiração, certo?

Quando unir abdominoplastia e mastopexia?

A mastopexia ou mamoplastia de elevação é um procedimento que visa levantar seios caídos. A união destes dois procedimentos, abdominoplastia e mamoplastia, é recomendada quando, durante o processo de grande perda de peso, além das sobras de pele abdominais, também ocorre ptose, que é a queda das mamas, que ficam flácidas.

Também é comum o desejo de algumas mulheres em associar a abdominoplastia ao aumento das mamas, visando aproveitar a mesma cirurgia para realizar dois procedimentos desejados pela paciente.

E quando o excesso de pele é nos braços e não no abdome?

Bom, esse já é um assunto que, à primeira vista foge do tema diferença de abdominoplastia e lipoaspiração, mas achamos importante abordar a técnica por tratar-se de remoção de excesso de pele, como na abdominoplastia.

Então, quando as sobras de pele são nos braços é feita a braquioplastia, acabando com o famoso “músculo do tchauzinho”, que causa tanto constrangimento. Ela é indicada para quem, devido a grandes variações de peso, ficou com grande volume de pele na região.

E então, esperamos que você tenha gostado do nosso post sobre as diferenças de abdominoplastia e lipoaspiração. Até o próximo artigo!