A insatisfação com a própria aparência pode ser um dos gatilhos da depressão, e em alguns casos a plástica pode ser uma auxiliar no processo, lembrando que acompanhamento especializado é fundamental

Neste ano de 2017 o tema das ações do Dia Mundial da Saúde foi a depressão. Esse mal já acomete mais de 11 milhões de pessoas no Brasil e cerca de 322 milhões de pessoas em todo o mundo. Os números são grandes e assustam. E é preciso que médicos e a sociedade se unam em busca de melhores condições de vida para acabar com a doença.

O que desencadeia a depressão e o que pode ser feito

Através de várias pesquisas e estudos, já se sabe que a depressão pode ser causada por vários fatores. Entre eles genéticos, psicológicos, sociais e ainda devido a problemas com a autoestima e a própria aparência.  É nesse contexto que muitos cirurgiões plásticos voltam as suas atenções na hora de atender os seus pacientes. Afinal, é durante as consultas que o médico vai conseguir identificar o que levou a pessoa a querer a plástica. Ele também vai avaliar se esse desejo por mudança é saudável ou não.

Ajuda e tratamento especializados

Quando as projeções do paciente são irreais, é dever do médico ter uma conversa franca com o paciente. Os especialistas da clínica Master Health explicam que, em alguns casos, quando são identificados sinais de problemas de distorção da autoimagem ou problemas relacionados a quadros de depressão, é comum que o paciente seja aconselhado a buscar uma ajuda psicológica, para um acompanhamento mais completo.

De bem com a vida e com a autoestima renovada!

A cirurgia plástica também pode devolver a alegria a pessoas que passaram por grandes traumas. Entre como acidentes, ou mesmo após a retirada das mamas devido ao tratamento contra o câncer. As chamadas plásticas reconstrutoras são feitas nesses casos específicos, com o apoio de toda uma equipe especializada. Essa equipe irá ajudar a paciente a recuperar a sua autoestima e a alegria com a aparência.  Nesses casos, portanto, são inegáveis os benefícios da cirurgia plástica na qualidade de vida e no bem-estar do paciente.