Conheça as principais técnicas que podem ser empregadas em uma mamoplastia

A mamoplastia de aumento é um dos procedimentos mais procurados nas clínicas de cirurgia plástica. Por se tratar de um dos elementos principais da feminilidade, muitas mulheres chegam ao consultório com dúvidas sobre como ficarão as cicatrizes, afinal, todo procedimento cirúrgico deixará alguma marca.

O procedimento padrão de todo bom cirurgião é fazer com que elas fiquem pequenas e o mais próximo do ‘imperceptível’. Já existem várias técnicas a serem empregadas, que serão avaliadas de acordo com a pele da paciente, biotipo, tamanho das próteses, entre outros fatores.

Os tipos de incisão

Para implantar as próteses de silicone, o cirurgião pode escolher entre algumas opções de incisão. Ele pode optar por uma incisão no sulco mamário, com um corte de cerca de 2,5 cm, na parte inferior das mamas bem rente à dobrinha natural. Esta técnica é boa para mulheres que ainda vão amamentar ou que não possam manipular a glândula mamária.

Outra opção é a na via axilar, feita em ‘Z’ com um corte de 4 cm. Ela também é para quem quer evitar a incisão nas mamas.  Existe ainda, a incisão feita ao redor da aréola. Essa deixa uma cicatriz bem discreta, mas é mais indicada para mulheres que não têm mais a intenção de engravidar.