Apesar das correções que um procedimento cirúrgico permite, ele também exige cuidados pré e pós-operatórios. Assim, a combinação de cirurgias plásticas é vista como uma alternativa para quem deseja aproveitar a anestesia, o uso do centro cirúrgico e um mesmo período de recuperação.

Afinal, não é sempre que uma pessoa tem tempo para dar uma pausa no trabalho e ter um operatório tranquilo. Então, nada melhor que aproveitar uma única ocasião para resolver uma série de problemas estéticos.

Ficou interessada? Continue a leitura e saiba mais!

Quando a combinação de cirurgias plásticas é possível?

Os médicos realizam uma série de cirurgias plásticas em conjunto. No entanto, antes de tomarem essa decisão, eles levam em consideração alguns aspectos importantes. O primeiro é o controle do tempo do procedimento, visando a segurança do paciente.

Além disso, os médicos avaliam as condições de saúde de cada pessoa antes de recomendarem ou não a combinação de cirurgias plásticas. Portanto, mesmo que nós falemos aqui dos procedimentos realizados em conjunto, é esse profissional quem autoriza individualmente essa opção.

Também não podemos nos esquecer do pós-operatório. O médico avalia se os cuidados necessários para se recuperar de uma cirurgia não podem interferir na outra.

Então, por exemplo, se a mulher faz lifting de mamas, ela não pode deitar de bruços. Por isso, não é possível colocar silicone nos glúteos na mesma cirurgia, pois para essa recuperação ela precisará ficar de barriga para baixo por um período prolongado.

Então, vamos saber quais são algumas das combinações de cirurgias plásticas frequentes? Confira!

Quais são as combinações de cirurgias plásticas frequentes?

1. Lipoaspiração e abdominoplastia

Cada uma dessas cirurgias tem objetivos específicos. Assim, enquanto a lipo elimina a gordura localizada, a abdominoplastia retira os excessos de pele, resolvendo o problema da flacidez. Por isso, as pacientes que precisam desses dois resultados fazem os procedimentos em conjunto.

2. Rinoplastia e mentoplastia

A rinoplastia é a cirurgia plástica para correção do nariz, enquanto a mentoplastia pode reduzir, aumentar ou remodelar o queixo, de acordo com as necessidades de cada paciente.

Muitas vezes, os médicos percebem que, para que a paciente fique com um rosto harmônico, ela precisa alterar esses dois traços. Trata-se de uma questão de proporção e ângulos. Portanto, eles recomendam a combinação das cirurgias, que até recebe um nome específico: perfiloplastia.

3. Lifting facial e lipo da papada

O lifting facial é perfeito para rejuvenescer o rosto. Porém, algumas pessoas deixam a pele da face lisinha e se esquecem de um detalhe: a papada, que prejudica o contorno da região e envelhece a imagem.

Por isso, não é incomum combinar o lifting facial ou até mesmo a cirurgia de pálpebras com a lipoaspiração da papada. O resultado final do procedimento ficará muito melhor, garantindo o rejuvenescimento e harmonia completa do rosto e região cervical.

Entendeu quais são os critérios para a combinação de cirurgias plásticas e quais são as mais frequentes? Gostou do post? Compartilhe com suas amigas para elas também descobrirem que a solução de seus problemas pode ser mais fácil do que imaginam!