Você fez uma abdominoplastia e conquistou o abdômen dos seus sonhos e, algum tempo depois, decide engravidar. E você se pergunta: será que vou perder o resultado alcançado? Abdominoplastia e gravidez combinam?

Na verdade, a abdominoplastia pode ser feita antes ou depois de uma gravidez. Mas se ela for realizada antes de você engravidar, será necessário esperar aproximadamente um ano para poder engravidar — já que os músculos internos foram remodelados e a cicatrização precisa estar completa para que a gestação se desenvolva corretamente.

A abdominoplastia traz algum risco para o bebê?

Se a gravidez acontecer após pelo menos um ano da cirurgia, não haverá riscos nem para a mamãe nem para o bebê. Então, fique tranquila, em geral, a saúde do bebê não corre perigo e o desenvolvimento do feto ocorrem normalmente.

No entanto, cada caso é um caso. Antes de engravidar, retorne ao cirurgião plástico para que ele avalie se você já pode ficar grávida ou deve esperar mais um ou dois meses — ele poderá pedir um exame, como a ultrassonografia, por exemplo, para comprovar que a hora de ser mãe chegou sem comprometer o resultado.

Como funciona a abdominoplastia?

Para você entender o porquê de ter de esperar 12 meses para engravidar, ou seja, a relação entre abdominoplastia e gravidez, falemos um pouco sobre a técnica.

Na abdominoplastia, o médico — sempre um cirurgião plástico — retira um pouco de gordura e o excesso de pele que fica entre o umbigo e a região pélvica. Depois, ele costura o músculo da região, chamado reto abdominal, para que o abdômen fique firme.

Abdominoplastia e gravidez: como conciliar?

É aqui que entra um fato que comprova que o resultado da abdominoplastia não é comprometido com uma gestação. A maneira como o médico costura os músculos pélvicos, faz com que eles permaneçam firmes mesmo que você engravide (ou seja, mesmo que sua barriga cresça). E tem mais… Mesmo se você engordar um pouco (se houver novo acúmulo de gordura) a região continuará firme.

É muito comum que o cirurgião faça a abdominoplastia em conjunto com uma lipoaspiração. Neste caso, ele irá retirar toda a gordura acumulada na área abdominal, bem como nas laterais do corpo da mulher.

O fato de ter feito o procedimento não impede uma nova gestação (se você realizou a abdominoplastia justamente por causa do acúmulo de pele de uma gravidez anterior), pois a técnica não muda o funcionamento dos órgãos reprodutores. Além disso, por mais esticada que a pele esteja, ela possui capacidade de se esticar ainda mais.

O que muda se eu ficar grávida após a abdominoplastia?

A gravidez após uma abdominoplastia apresenta as seguintes diferenças:

  • A barriga crescerá menos, porém, sem interferir no desenvolvimento do bebê;
  • Como haverá menos gordura na região, a mulher poderá sentir o bebê se mexendo, antes do que acontece normalmente;
  • A mulher poderá sentir dores nos músculos da barriga, como se tivesse realizado muitos exercícios abdominais;
  • O aparecimento de estrias poderá ser maior, pois pele continuará esticando como o esperado. Por isso, será preciso hidratar a pele constantemente para a pele não romper, formando estrias;
  • O parto poderá ser normal ou cesária. Nesse caso, o corte da cesariana não irá interferir no resultado da cirurgia plástica.

 

O que fazer primeiro? Ter um bebê ou ficar com o abdômen firme?

 

Uma última dica. Se você deseja engravidar, mas não sabe que evento deve ocorrer primeiro, abdominoplastia ou gravidez, pergunte a opinião tanto do seu médico ginecologista e obstetra e do cirurgião plástico. Eles poderão indicar o que é mais indicado no seu caso.

E então, tirou suas dúvidas sobre abdominoplastia e gravidez? Esperamos que sim. Agora você pode planejar os dois procedimentos com mais segurança e ser feliz!