Sabemos que há muita dificuldade em conciliar a vida agitada com alimentação saudável. Preparar o almoço do dia a dia de forma que fique dentro da dieta pode parecer um desafio para muitas pessoas. Pensando nisso, separamos algumas dicas que vão te ajudar nessa tarefa. Confira!  

1 – Use os finais de semana para encher a geladeira e cozinhar

A agitação da semana pode tirar o nosso foco da dieta. Para evitar que isso aconteça, prepare os alimentos já no fim de semana. Assim, quando você chegar em casa com muita fome, não precisará pensar no que comer ou cairá na praticidade das refeições instantâneas.

2 – Tenha um freezer repleto de comidas saudáveis

Comida congelada pode ser a sua melhor amiga. Caso você esteja na correria e não consiga deixar os alimentos prontos, tenha sempre algo no freezer, que pode ser descongelado facilmente. Há uma série de empresas que preparam refeições saudáveis congeladas e entregam na porta da sua casa.

Uma dica prática é sempre preparar os alimentos em porções maiores, para economizar tempo na próxima vez que você for ao fogão. Feijão, arroz e diversos outros legumes podem ficar no freezer sem perder suas propriedades nutritivas. 

3 – Programe-se

Antes de sair de casa, pense no tempo que você passará fora. Você pode guardar na bolsa ou deixar no trabalho algumas opções de lanches saudáveis. Caso o almoço seja um problema, não tenha vergonha de optar pela marmita. É possível criar refeições saborosas quentes ou frias para ajudar na praticidade e manter a dieta.

4 – Não fique muito tempo sem comer

Parece clichê, mas essa dica é real. Quando sentimos muita fome, a probabilidade de atacarmos a primeira coisa que aparece na nossa frente é bem maior. Além disso, como na dica acima, é sempre bom se programar para saber o que e quando comer.

5 – Fuja das sobremesas

Por diversas vezes, acabamos nos sabotando ao abrir exceções na dieta. Isso passa a ser um problema quando essas exceções são muito constantes. Você pode comer um pedaço de bolo ou tomar um café da tarde gostoso, mas se quiser manter-se firme na dieta, isso não deve acontecer sempre. As balinhas do Uber e pequenas cortesias de restaurantes também entram na conta, uma vez que, no final do dia, elas elevam a ingestão diária do açúcar.

6 – Varie no preparo e tempero dos alimentos

Comer sempre a mesma coisa na hora do almoço é desmotivador e pode fazer com que você enjoe da dieta muito rápido. Logo, se você preparar os alimentos de formas diferentes, traz flexibilidade e faz com que você não se canse da rotina alimentar tão facilmente. A couve-flor, por exemplo, pode ser cozida, feita em forma de arroz ou até mesmo no forno temperada com páprica.

7 – Restrição gera compulsão

Você já percebeu que no início de uma dieta acabamos por pensar muito mais em comida do que usualmente? Uma pesquisa antiga publicada no jornal The American Dietetic Association, em 2002, apontou que entre as pessoas que buscam tratamento para controle de peso, a incidência de compulsão alimentar varia de 20% a 50%. Lembre-se sempre que fazer dieta não se trata apenas de emagrecer, mas ser mais saudável e melhorar o bem-estar diário. A relação com a comida não deve ser apenas por prazer, mas por nutrição e qualidade de vida. Permita-se comer o que quiser pelo menos em uma refeição durante a semana, a fim de manter a sua mente saudável e garantir que permanecer na dieta não seja um grande sacrifício.