Quer virar vegetariano, mas tem muita dificuldade em largar a carne? Descubra 5 passos iniciais para facilitar o seu objetivo e torná-lo realidade!

Seja por influência, conscientização, gosto ou ética, o vegetarianismo é uma opção de vida e deve ser decidida por você, pois só assim você conseguirá seguir em frente nesta jornada.

Se antes priorizávamos os carboidratos para garantir o sustento e os vegetais para manter uma boa saúde, hoje, os pratos são em sua grande maioria por carnes. Com uma produção em larga escala deste alimento, os impactos no meio ambiente são visíveis e prejudiciais à vida do planeta.

O vegetariano alimenta-se basicamente de produtos da terra e, obviamente, não ingere nenhum tipo de carne, seja ela branca, vermelha, de bichos de terra ou aquáticos, porém, muitos vegetarianos optam por manter ovos, leite e seus derivados (estes são chamados de ovolactovegetarianos) e outros preferem manter apenas os ovos (ovovegetarianos) ou apenas o leite (lacto vegetarianos). Então, se você está tentando aderir à essa filosofia e está decidido a diminuir aos poucos seu consumo de carne, aqui vão algumas dicas para você.

Vegetariano passo a passo

A maioria das pessoas que tem o desejo de tornar-se vegetarianos encontram a primeira barreira: deixar a carne de lado, seja pela sua falta no organismo ou pelo sabor. Por isso, para você que sente esta dificuldade, saiba que é possível virar vegetariano dia após dia, acostumando-se com a dieta livre de proteínas animais.

Comece cortando da sua alimentação a carne vermelha e os embutidos

Inicie sua dieta vegetariana retirando do cardápio as carnes vermelhas e os embutidos como salame, salsicha, mortadela e patês. Começar com estes alimentos é bom não somente para sua inserção no mundo vegetariano, mas também para a sua saúde, afinal, os embutidos concentram uma alta porcentagem de sódio e nitratos.

Para não ficar tão difícil, permita-se comer carne vermelha (de vaca, de porco ou até mesmo os embutidos) uma vez por semana. Nos outros dias, troque-a por peixes ou frango.

O próximo passo é tirar o frango da mesa

No segundo mês após o início da dieta, você já poderá tirar do seu cardápio a carne de frango e, como você já está acostumando sem a carne vermelha, esqueça-se dela. Nesta fase você poderá comer o frango até 2 vezes por semana. No restante da semana você poderá optar por peixes e ovos.

Para você não enjoar de comer apenas estes alimentos, busque novas formas de cozimento, como no vapor, por exemplo, que acrescentará um sabor diferente ao seu prato. Além disso, procure variar nos vegetais e descubra novos temperos, assim você já vai descobrindo que a ingestão destes alimentos é também muito prazerosa.

É hora de também tirar o peixe do cardápio

Já estamos no terceiro mês e você já não está mais consumindo também a carne do frango, por isso, não desista no peixe. Nesta fase de adaptação você ainda poderá consumir o peixe no máximo 3 vezes por semana, mas sem exagero. Alimente-se livremente de ovos e queijos. Há uma infinidade de deliciosas receitas de omeletes na internet que você pode fazer e deliciar-se sem utilizar qualquer tipo de carne. E, claro, não se esqueça de diversificar nas verduras e legumes!

Como está a sua saúde?

Ingerindo proteínas como feijão, lentilhas, grão-de-bico e cereais como aveia, cevada e sorgo, você não irá sofrer de falta de proteína, até porque você ainda pode substituir a carne por receitas à base de soja, ovos e queijos. A partir deste 4º mês é importante que você vá ao médico e verifique outros alimentos para inserir na sua dieta que possam lhe ajudar não só a variar o cardápio, mas também a melhorar a repor vitaminas e minerais no seu corpo.

A pirâmide vegetariana

Parabéns! O 5º mês é um importante marco para você, afinal seu corpo já começou a se adaptar bem à nova alimentação e já pôde reparar que suas compras no supermercado sofreram grandes mudanças, não é mesmo?

Continue firme na missão e busque sempre uma nova maneira de diversificar seu cardápio com novas receitas deliciosas sem produtos de origem animal. Com algumas buscas rápidas você descobrirá receitas de pizzas veganas, pães, carne de jaca e muito mais!