Dúvidas sobre o transplante capilar? Conheça já mais sobre este procedimento e descubra se é o ideal para você!

Se você anda sofrendo com a queda de cabelo cada vez mais constantes e as falhas cada vez maiores, saiba que o transplante capilar é um procedimento muito procurado, principalmente, pelos homens que já sofrem com a calvície em grau avançado.

Considerado um procedimento rápido, o transplante é feito com cabelos do próprio paciente, normalmente retirados da região posterior do couro cabeludo no momento da cirurgia e transferidos, fio a fio, para a região calva.

Por isso, separamos 5 dúvidas sobre o transplante capilar. Confira!

Quem pode passar por um transplante capilar?

A calvície, ou alopecia androgenética, normalmente começa a manifestar-se a partir dos 25 anos e, destas, quase todas podem submeter-se à cirurgia. Alguns critérios básicos para a realização do transplante capilar são o paciente estar com a saúde em dia e que este não esteja completamente calvo, afinal, é necessária uma área saudável e com boa densidade de fios para realizar esta cirurgia.

Vou sentir dor durante o procedimento?

Devido ao transplante capilar ser realizado com anestesia local após leve sedação, o paciente não sente nenhum desconforto durante a cirurgia, podendo ocorrer apenas leves incômodos após o transplante, que, geralmente, limitam-se apenas ao primeiro dia após o procedimento e é facilmente amenizado com analgésicos recomendados pelo cirurgião.

O transplante capilar realmente funciona?

Sim! A área transplantada não possui o código genético para a alopecia androgenética, por isso, os cabelos desta região não irão cair. Dependendo do grau de calvície do paciente, poderá ser necessária mais do que uma sessão para o preenchimento por completo da área calva.

Quando conseguirei ver o resultado final?

Normalmente, os cabelos transplantados começam a crescer cerca de 1 semana após a cirurgia, assim, o paciente já conseguirá ver resultados na segunda semana após o implante.

Posso transplantar fios de outra pessoa?

Os transplantes devem ser realizados com os próprios fios de cabelo do paciente para que não haja rejeição do organismo aos novos cabelos. Por isso, não é possível transplantar fios de outra pessoa.