Confira 5 fatos sobre as próteses de silicone que você não sabia. Muita gente se surpreendeu com o número 2, e você?

A cada dia que passa, mais mulheres sentem vontade de turbinar os seios com implantes de silicone, afinal, uma mudança desse tipo tem o poder de aumentar nossa autoestima e de fazer nos sentirmos mais belas e femininas. E já que esse assunto está em alta, resolvemos compartilhar com nossas leitoras 5 curiosidades sobre a mamoplastia de aumento. Confira:

 

  1. Quem for realizar uma mamografia e possuir silicone deve avisar o seu médico. Dessa forma, ele fará um diagnóstico preparado para as próteses, sem interferir no resultado do exame.
  2. Próteses de silicone possuem garantia! Geralmente elas duram o período de 8 a 10 anos, e cobrem gastos de uma contratura capsular, por exemplo. Mas isso não significa que você pode deixar de cuidar dos seus implantes. Eles precisam de manutenção, por isso faça exames de ressonância a cada 2 anos, após o período de 3 anos que já estiver com as próteses.
  3. Na hora da escolha da prótese (que é realizada juntamente com um cirurgião plástico), vários fatores são levados em conta para atingir o melhor resultado para a paciente, de acordo com o seu biótipo. Estes são: altura, aspecto de flacidez, medida do tórax, simetria das mamas, localização da aréola e o fato de já ter amamentado ou não.
  4. O silicone não atrapalha a amamentação. Apesar de muitas pessoas propagarem essa ideia, ela está errada. Quando os implantes mamários são colocados por cima ou por baixo do músculo, eles não possuem nenhuma influência sobre a amamentação. Por outro lado, quando eles são colocados ao redor da aréola, existe a chance do fluxo do leite ser diminuído, mas ainda assim ela é pequena.
  5. Os tipos de materiais disponíveis para próteses são de gel ou solução salina. A cobertura pode ser lisa, texturizada ou de poliuretano. E as opções de formato são: redondo, natural ou anatômico.