Um relacionamento abusivo pode ser caracterizado de diversas formas; saiba quais são e a melhor maneira de lidar com elas.

Em um país onde o número de agressões contra mulheres é tão grande, a missão das publicações femininas, como o portal Fique Linda, é de alertar a todas as mulheres sobre o que é um relacionamento abusivo. Afinal, muitas vezes, ao se sentir reprimida pelo seu parceiro(a), você pode pensar que é um comportamento normal, e que todos devem ser assim, mas adivinha? Isso está errado. O seu relacionamento não está da maneira que deveria se…

  • Você é constrangida na frente dos amigos e da família;
  • Suas conquistas e sonhos são minimizados, e não recebem nenhum tipo de incentivo;
  • Você se sente incapaz de tomar suas próprias decisões;
  • Escuta o que você deve ou não vestir, como deve deixar o seu cabelo, etc.;
  • Escuta que você não é nada sem ele;
  • Recebe várias ligações por noite ou é surpreendida com o aparecimento do parceiro onde você disse que ia estar (para garantir que você está onde disse que estaria);
  • Escuta coisas indelicadas ou é abusada, e depois ouve que foi por causa do álcool ou drogas;
  • É culpada pela maneira que ele age ou se sente;
  • É pressionada para fazer relações sexuais;
  • É tratada de maneira grosseira sem o seu consentimento, beliscando, agarrando, empurrando ou até agredindo;
  • Sente a sensação de que “não há como sair” do relacionamento;
  • Você evita fazer o que gosta, só porque não o agrada;

Se você se identificou com algum dos tópicos abordados anteriormente, a dica é conversar com alguém de sua confiança e tomar a melhor decisão possível para si mesma. Lembre-se: você não precisa de ninguém para se completar, e se o relacionamento não deu certo, a culpa jamais será sua!